Polícia Civil prende homem envolvido em assassinato de indígena, ocorrido em dezembro de 2019, no Coroado

Policiais civis do 11° Distrito Integrado de Polícia (DIP), sob a coordenação do delegado Antônio Rondon Júnior, titular da unidade policial, cumpriram, nesta quarta-feira (05/02), às 10h30, mandado de prisão temporária em nome de Alex Junio Melo Pereira, 27, conhecido como “Gago”. Ele é acusado de envolvimento no homicídio do indígena da etnia Tuyuca, Humberto Peixoto Lemos, que tinha 40 anos. O crime ocorreu no dia 2 de dezembro de 2019, nas proximidades de Feira Municipal do bairro Coroado, zona leste da capital.

Conforme a autoridade policial, na ocasião do crime, o infrator juntamente com outros indivíduos, que já estão sendo investigados pela polícia, foram até à vítima para tirar satisfação sobre uma festa que o indígena havia realizado em sua casa, situada naquele bairro, resultando em muitas reclamações pelos moradores locais e, também, por pessoas envolvidas com o tráfico de drogas, por conta do som alto no lugar.

“Naquele momento, a vítima não aceitou as regras impostas pelos infratores. De imediato, os indivíduos começaram a agredi-lo com pauladas e, posteriormente, o jogaram em um igarapé, a vítima sofreu uma grande lesão na região da cabeça. Após as agressões, Humberto foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado ao Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Doutor João Lúcio Pereira Machado, naquele mesmo bairro, onde veio a óbito cinco dia após o crime, no dia 7 de dezembro do ano passado”, explicou Rondon.

O delegado informou, ainda, que durante a ação criminosa, os infratores subtraíram um aparelho celular e a quantia de R$ 589 que pertencia ao indígena. O titular do 11º DIP disse, também, que Alex também já possui passagem pela polícia pelo crime de tráfico de drogas.

Prisão – Durante diligências realizadas pelas equipes policiais, “Gago” foi localizado e preso na casa onde ele estava morando, situada no conjunto Alfredo Nascimento, bairro Cidade de Deus, zona norte da capital. A ordem judicial em nome do infrator foi expedida no dia 31 de janeiro deste ano, pela juíza Sanã Nogueira Almendres de Oliveira, da Central de Plantão Criminal.

Procedimentos – O homem foi indiciado por homicídio. Ao término dos procedimentos cabíveis no 11º DIP, ele irá será levado para audiência de custódia, no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona sul da cidade.


Foto: Erlon Rodrigues/ PC-AM



Postar um comentário

Postagem em destaque

CUIDADO | Carro preto ataca em Manaus e sequestra criança de 2 anos

O sequestro do menino Erlon Gabriel, de apenas 2 anos, está deixando a sociedade amedrontada e toda a polícia mobilizada para conseguir de...

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes