Wilson Lima anuncia monitoramento remoto de pessoas que desembarcam pelo aeroporto e aquisição de testes rápidos

O governador do Amazonas, Wilson Lima, anunciou, nesta quarta-feira (25/03), um pacote de medidas complementares para o controle epidemiológico e contenção do novo coronavírus (Covid-19) no estado. Entre as novas determinações estão a decretação do regime de quarentena para os passageiros que desembarcarem no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, que passarão a ser monitorados por meio de um aplicativo, e a aquisição de 30 mil kits de testes rápidos para a doença.

O governador também anunciou que os agentes da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), terão poder de polícia, para fortalecer o controle epidemiológico.

Em relação à quarentena dos passageiros, Wilson Lima explicou que a medida visa aumentar o controle os casos suspeitos que chegarem a Manaus por via aérea. Segundo ele, equipes do Governo do Estado desenvolveram um aplicativo de celular que fará o monitoramento do estado de saúde dos usuários por um período de 14 dias. A solução tecnológica foi criada a partir de uma parceria com a iniciativa privada e estará disponível a partir desta quinta-feira (26/03).

“No momento em que essa pessoa baixar o aplicativo, ela vai ser localizada onde quer que esteja. É uma espécie de georreferenciamento. Uma espécie de localizador, GPS. Então, os profissionais vão acompanhar em tempo real e lá tem algumas opções dentro do aplicativo. Se ele precisar, por exemplo, de um atendimento médico emergencial, se de repente ele passar mal, se a situação dele se agravar, automaticamente uma equipe da FVS já sai para fazer o atendimento desse paciente e levar para o Delphina Aziz, que é o nosso hospital de referência”, disse o governador, em coletiva transmitida ao vivo pelas redes sociais.

A diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Pinto, afirmou que o aplicativo vai facilitar o trabalho da vigilância epidemiológica e também atenderá os casos confirmados de Covid-19 que estão em isolamento domiciliar. “Existe uma grande preocupação com esses 49 pacientes que estão em domicílio, esse aplicativo também vai servir para que eles sejam monitorados e em caso de algum tipo de agravamento ajamos oportunamente”, completou.

Kits de testes - Durante a entrevista coletiva online, Wilson Lima também afirmou que o Governo do Amazonas fez a aquisição de 30 mil kits de testes rápidos para o novo coronavírus, garantindo maior capacidade de testagem dos casos suspeitos. “Quanto mais rápido a gente identificar essas pessoas que foram contaminadas, maior a nossa capacidade de controle e também de evitar que essas pessoas possam transmitir esse vírus para parentes, amigos e a comunidade, afirmou.

O governador destacou, ainda, que o Estado tem recebido um número considerável de doações de itens usados no controle da doença, como álcool gel e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os servidores da saúde.

“A gente tem recebido também muitas doações de EPIs, estamos recebendo doações de álcool gel e isso tem nos ajudado a manter o funcionamento das unidades, e é importante destacar aqui o papel que os profissionais da área de saúde tem realizado. A gente tem mantido e estabelecido algumas regras para o uso desse equipamento de proteção individual de forma que o uso seja de forma racional, porque a gente vai chegar a um momento que, se não usarmos de forma racional e de forma regrada, nós não vamos ter de jeito nenhum esse equipamento”, destacou.

Poder de polícia – Outra medida que anunciada pelo governador Wilson Lima foi a concessão do poder de polícia aos agentes da FVS-AM. A determinação constará em decreto estadual que será assinado ainda nesta quarta-feira. “Hoje apenas a vigilância sanitária tem esse poder, mas a partir do momento que a gente, vigilância epidemiológica, vigilância laboratorial, vigilância ambiental, passar a ter esse poder de polícia, com certeza vamos estar à disposição da população de uma maneira mais eficiente e realizando ações de vigilância que são importantes nesse momento do surto”, destacou Rosemary Pinto.

Medidas serão mantidas –
O governador Wilson Lima também comentou o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro, feito em rede nacional na noite de terça-feira (24/03), e reafirmou que o Governo do Amazonas não voltará atrás em nenhuma decisão tomada até o momento para conter o avanço do novo coronavírus no estado.

“Nosso objetivo é fazer que esse vírus seja retardado, que ele não atinja todo mundo ao mesmo tempo. Se isso acontecer a nossa estrutura de saúde não vai ter condições de atender todo mundo. O que estamos tentando fazer aqui é retardar o máximo possível a infecção das pessoas para que possamos ter controle e possamos atender todo mundo”, disse o governador.

De acordo com ele, todas as medidas de prevenção adotadas pelo Governo do Estado desde a semana passada estão em sintonia com as orientações do próprio governo federal. “Todas as determinações, todas as decisões que eu tomei foram baseadas em protocolos que inclusive foram estabelecidas pelo próprio Ministério da Saúde, pelo ministro da Saúde, Henrique Mandetta, pelo pessoal da vigilância em saúde, e eu vou continuar tomando essas decisões porque eu tenho um compromisso de proteger o cidadão e vou continuar fazendo isso”, frisou.

Segundo Wilson Lima, as decisões têm sido ponderadas com responsabilidade, pensando também no cenário econômico do Amazonas. “Primeiro, tem que proteger o cidadão e nós vamos fazer isso a qualquer custo. Do outro estamos conversando com o comércio, com a indústria e com outros setores da economia para manter minimamente as atividades econômicas para que a gente não tenha um prejuízo tão grande com o desemprego”, finalizou.


Foto: Diego Peres/Secom



Postar um comentário

Postagem em destaque

Sobe para 81 o número de pessoas diagnosticadas com Covid-19 no Amazonas

O Amazonas tem 81 pessoas com diagnósticos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) nesta sexta-feira (27/03). Nas últimas 24 horas, for...

 
Copyright © Chefão da Notícia. Templates Designed by OddThemes