OMS é acusada de traficar médicos cubanos em meio à pandemia

Ashley Moody, procuradora-geral da Flórida, nos Estados Unidos, acusa a Organização Mundial da Saúde (OMS) de traficar médicos cubanos em meio à pandemia do novo coronavírus.

Em entrevista à emissora Fox News, nesta quarta-feira (15), Moody disse que médicos de Cuba estão sendo enviados para vários locais do mundo com pouco ou nenhum salário.

A procuradora-geral ainda alertou que uma parte destes profissionais possivelmente está sendo forçado a viajar contra a sua vontade.

Durante a conversa com a Fox News, Moody declarou: “Eu concordo com a ação do presidente Trump de suspender financiamento enquanto investigamos se estas investigações estão agindo de acordo com suas missões.”

Dias atrás, o presidente norte-americano Donald Trump suspendeu temporariamente o financiamento dos EUA à OMS, como noticiou a RENOVA.


Fonte: Renova Mídia



Postar um comentário

0 Comentários