Wilson Lima assina termo de cooperação com a Moto Honda para a produção de respiradores artificiais

O governador Wilson Lima assinou, nesta sexta-feira (03/04), Termo de Cooperação Técnica entre a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e a Moto Honda da Amazônia para o desenvolvimento de um protótipo de respirador artificial que beneficiará o interior do estado durante a pandemia do novo coronavírus. Na ocasião, a empresa também fez a doação de 10 motobombas para a Defesa Civil usar em ações específicas de saúde pública nos municípios.

“Nós estamos numa luta muito grande contra o coronavírus. Há uma dificuldade muito grande para se adquirir alguns insumos na área de saúde, sobretudo os respiradores que são utilizados na montagem das UTIs, e o que nós estamos fazendo aqui é a assinatura de um termo de cooperação entre a UEA e a Honda para o desenvolvimento de um protótipo que, inicialmente, será fundamental para ser utilizado no transporte de pacientes do interior que podem ser agravados e também na construção de respiradores que serão utilizados nas UTIs para atender aqueles pacientes aqui na capital”, explicou o governador, durante a cerimônia realizada na fábrica do Distrito Industrial.

Wilson Lima destacou que a expertise da indústria e da iniciativa privada é muito bem-vinda nesse momento. “A Honda sempre deu demonstrações de comprometimento com o estado do Amazonas, e eu estou voltando aqui para agradecer à empresa por essa disposição, principalmente num momento tão difícil como esse do combate ao coronavírus. Esse é um momento em que todos têm que se unir, porque esse não é um problema só do Estado, é um problema de todo mundo, de toda a sociedade. Eu tenho certeza que, com essa união de esforços, a gente vai superar essa questão do coronavírus”, afirmou.

Mobilização – O desenvolvimento do protótipo, que terá início ainda neste mês, é a primeira etapa de um projeto conjunto para contribuir com o serviço de saúde do Estado. O objetivo é suprir a demanda do serviço de saúde no Amazonas diante do potencial aumento de ocorrências de transtornos respiratórios causados pela Covid-19.

O grupo, formado por especialistas e técnicos da Moto Honda e da UEA, trabalhará com o intuito de viabilizar um modelo de respiradores de transporte, que serão utilizados em pacientes que necessitem de suporte respiratório enquanto são deslocados em curtos e médios trajetos.

“É uma grande honra poder contribuir positivamente com a sociedade nesse período extremamente desafiador. A equipe de trabalho está engajada em absorver todo o conhecimento técnico sobre esses equipamentos e, claro, poder agregar o conhecimento da Moto Honda no desenvolvimento e fabricação de motocicletas para gerar uma contribuição efetiva à sociedade. Não é a nossa expertise desenvolver respiradores, mas tratando-se de uma causa tão nobre, empenharemos todos nossos esforços para a concretização desse projeto”, frisou o vice-presidente da Moto Honda da Amazônia, Julio Koga.

De acordo com o reitor da UEA, Cleinaldo Costa, um grupo de voluntários da universidade – entre médicos, engenheiros, professores, alunos e técnicos administrativos – estará mobilizado na execução do projeto.

“A UEA recebeu um chamamento, uma convocação do nosso governador Wilson Lima, que está liderando um momento histórico. A gente fica muito entusiasmado, nós todos, com a oportunidade de trabalharmos juntos com a Honda e termos esse protótipo o mais breve possível, e com a graça de Deus termos esse produto ainda durante essa pandemia, salvando vidas nas nossas UTIs. Então, é uma honra, e a gente espera poder responder esse desafio com ciência aplicada de uma universidade pública brasileira a favor da nossa população”, afirmou o reitor.


Fotos: Diego Peres/Secom



Postar um comentário

0 Comentários