Assembleia Legislativa lança campanha de combate à violência doméstica contra as mulheres na pandemia - O CHEFÃO DA NOTÍCIA

Breaking

Publicidade

sexta-feira, 8 de maio de 2020

Assembleia Legislativa lança campanha de combate à violência doméstica contra as mulheres na pandemia

Os impactos do distanciamento social na vida das mulheres vítimas de violência doméstica, têm preocupado os deputados da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), que buscam intensificar campanha de combate à violência doméstica, familiar e ao feminicídio no Estado.

Presidente da Comissão dos Direitos da Mulher, e vice-presidente da Aleam, a deputada Alessandra Campêlo (MDB), propôs a criação da campanha contra violência doméstica. A ideia apresentada no plenário virtual é usar a força das redes sociais, para alertar a sociedade sobre a importância da denúncia pelo disque 180 ou 190.

Ao reafirmar seu posicionamento em favor das mulheres e se unir aos órgãos públicos e sem fins lucrativos, na luta pela proteção do público feminino, a Casa Legislativa também pretende mostrar aos agressores o peso das Leis em vigor. “Essa campanha não é um desejo só meu, mas de todos os parlamentares e membros efetivos da Comissão da Mulher. Também temos o apoio do presidente da Casa, deputado Josué Neto, que sempre apoia todos os trabalhos dos colegas. Nossas mídias sociais têm um público muito grande e tem aumentado ainda mais com as transmissões ao vivo das Sessões on line”, enfatizou Alessandra, ao falar da constante adesão dos internautas às redes sociais da Assembleia do Amazonas.

Segundo o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Josué Neto (PRTB), a luta em defesa das mulheres deve ser uma postura de toda sociedade. “Não se admite que em pleno séc XXI mulheres de todas as classes sociais continuem sendo espancadas, humilhadas e até mortas. A Assembleia Legislativa e todos os colegas deputados repudiam veemente esse tipo de situação”, enfatizou Josué Neto.

Estratégia

“A intenção é utilizar todas as possibilidades da Comunicação da Assembleia para que a violência contra a mulher seja eliminada definitivamente e quem invadir essa possibilidade, pague o preço, conforme legislação em vigor”, acrescentou o diretor de Comunicação da Casa, jornalista Cláudio Barboza.

Denúncia rápida

Para facilitar o acesso e o entendimento do público sobre a página digital da Delegacia Interativa, a deputada Mayara Pinheiro (PP), enviou Indicativo ao Governo do Estado sugerindo mudanças na página www.delegaciainterativa.am.gov.br/#/home.

“Ao acessar a página você encontra logo no início links para registrar ‘acidentes de trânsito’, ‘abandono de lar’, ‘perturbação da tranquilidade’, etc. Eu proponho que acrescente o item ‘violência doméstica’, logo na primeira página, para facilitar o registro da ocorrência por parte das vítimas”, explicou a deputada.

Pandemia & Violência

A pandemia mundial pelo novo coronavírus forçou a reclusão das famílias em casa e, isso pode significar para milhares de mulheres um verdadeiro pesadelo físico e mental.



Foto: Reprodução internet



Nenhum comentário:

Postar um comentário