EUA alertam China para respeitar compromissos com Hong Kong

Os Estados Unidos acusaram a China, nesta quinta-feira (21), de ignorar os compromissos para manter Hong Kong como um território semi-autônomo.

O posicionamento do governo Donald Trump acontece após Pequim anunciar que vai propor novas leis de segurança nacional que podem limitar efetivamente a atividade da oposição no país e controlar os protestos que assolam o país nos últimos meses.

“Instamos Pequim a honrar seus compromissos e obrigações na Declaração Conjunta Sino-Britânica”, disse a porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Morgan Ortagus.

Ortagus fez uma referência ao tratado bilateral assinado em 1984 que garante um “alto grau de autonomia” para Hong Kong até pelo menos 2047.

A porta-voz ainda alertou² que “qualquer esforço para impor legislação de segurança nacional que não reflita a vontade do povo de Hong Kong” será recebido com condenação internacional.

Por outro lado, a imprensa estatal chinesa está bastante animada com a imposição de novas regras para conter os protestos em Hong Kong.

Em um editorial do jornal estatal Global Times, nesta quinta-feira, a nova estratégia do regime “garantirá uma contenção vigorosa contra a interferência das malignas forças estrangeiras nos assuntos de Hong Kong e fará com que as forças extremistas da oposição restrinjam seus comportamentos destrutivos”.


Fonte: Renova Mídia



Postar um comentário

0 Comentários