Prefeitura realiza nova vistoria e solicita desocupação imediata de imóveis com risco de desabamento no Centro - O CHEFÃO DA NOTÍCIA

Breaking

Publicidade

segunda-feira, 18 de maio de 2020

Prefeitura realiza nova vistoria e solicita desocupação imediata de imóveis com risco de desabamento no Centro

A Prefeitura de Manaus realizou nesta segunda-feira, 18/5, uma nova vistoria nos três imóveis localizados na rua Henrique Martins, Centro, que apresentam risco de desabamento e impendem a realização da obra de correção de uma galeria subterrânea de águas pluviais. Os proprietários foram notificados e devem realizar a desocupação imediata dos prédios.

A avaliação foi realizada pela equipe de engenharia da Secretaria Executiva de Proteção e Defesa Civil de Manaus, em parceria com o Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb).

“Durante a vistoria, os responsáveis pelos imóveis tomaram ciência do termo de demolição administrativa, emitido pela Secretaria Municipal de Infraestrutura, a Seminf. Somente depois disso é que a prefeitura poderá fazer a recuperação da galeria", explicou o secretário-executivo da Defesa Civil, Cláudio Belém. "Estamos verificando a situação do risco e orientando os lojistas a retirar seus materiais e, assim, diminuir seus prejuízos”, completou.

Os três imóveis na rua Henrique Martins, centro de Manaus, que apresentam risco de desabamento em virtude de fundações comprometidas e erosão sobre uma galeria antiga de águas pluviais, receberam notificação do Implurb nos dias 11 e 15 de maio, inclusive para seus proprietários tomarem ciência dos laudos emitidos pela Defesa Civil do Município, Corpo de Bombeiros e Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf).

"Vamos dar continuidade ao trabalho e estamos em contato com os proprietários para alertar e pedir providências emergenciais, a fim de salvaguardar patrimônio e vidas", disse o diretor-presidente do Implurb, Claudio Guenka.

Uma nova notificação foi emitida nesta segunda-feira, para desocupação imediata dos prédios e para que, no prazo de 72 horas, os proprietários apresentem um plano de contingência e de ação de demolição voluntária dos prédios números 149 e 155, com devida contratação de profissional habilitado responsável. O terceiro imóvel, o de número 167, foi notificado para a desocupação e deverá aguardar resultado dos trabalhos, para verificar se haverá necessidade de demolição.


Foto – Altemar Alcântara / Arquivo Semcom




Nenhum comentário:

Postar um comentário