Projeto de Lei que tramita na Aleam incentiva pessoas curadas da Covid-19 a doarem plasma sanguíneo - O CHEFÃO DA NOTÍCIA

Breaking

Cidades

segunda-feira, 29 de junho de 2020

Projeto de Lei que tramita na Aleam incentiva pessoas curadas da Covid-19 a doarem plasma sanguíneo


A deputada estadual Dra. Mayara Pinheiro Reis (Progressistas) apresentou um Projeto de Lei (PL) para incentivar as pessoas que foram curadas da infecção pelo novo coronavírus (Covid-19) a doarem plasma sanguíneo. Atualmente, o PL n.° 245 de 2020 encontra-se na Comissão de Constituição e Justiça aguardando parecer.

Segundo o texto do Projeto, os doadores de plasma receberão os mesmos benefícios que os doadores de sangue, previstos na Lei n.° 5152 de 2020, que garante a meia-entrada para doadores regulares de sangue, em eventos culturais, esportivos e de lazer. A expectativa é ter o mesmo sucesso obtido em doenças graves como a H1N1 e o ebola. Ainda de acordo com o PL, países como China, Espanha e EUA já estão utilizando a técnica para combater a Covid-19.

“Nós queremos contribuir com as pesquisas do Hemoam para a busca pela cura da Covid-19. Vale lembrar que a pessoa curada dessa doença infectocontagiosa desenvolve anticorpos em seu plasma que podem auxiliar no tratamento de outros pacientes com formas graves da doença”, explicou a deputada.

O PL pretende ajudar no combate a pandemia da Covid-19 aumentando as doações e concedendo o Certificado “Amigo da Saúde”, bem como a meia-entrada em eventos culturais e esportivos para as pessoas que realizarem as doações de plasma sanguíneo.

“O plasma convalescente, ou seja, que carrega anticorpos contra determinada doença viral, foi bastante eficiente nessas duas ocasiões de epidemia. No caso atual, a expectativa é que os anticorpos transportados pelo plasma convalescente reduzam a proliferação do Covid-19 no organismo dos pacientes transfundidos, minimizando assim os riscos de morte pela doença”, declarou a médica hematologista e diretora-presidente do Hemoam, Socorro Sampaio. Os estados envolvidos no estudo são Amazonas, Pernambuco, Mato Grosso, Paraná, Bahia, Goiás, Santa Catarina e São Paulo.

Foto: Danilo Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário