Após 10 anos da morte de Wallace Souza, família acusa senador Eduardo Braga de ser o mentor de tudo - O CHEFÃO DA NOTÍCIA

Breaking

Publicidade

domingo, 26 de julho de 2020

Após 10 anos da morte de Wallace Souza, família acusa senador Eduardo Braga de ser o mentor de tudo


O que pouca gente sabe e que a série “Bandidos na TV” da Netflix não mostrou é que o caso Wallace não começou só com a prisão do ex-PM Moacir Jorge Pessoa, o “Moa”.

O mentor do “Caso Wallace” foi o hoje senador Eduardo Braga, segundo palavras do ex-deputado e vice-prefeito de Manaus, Carlos Souza, irmão do falecido deputado.

Nesta segunda-feira (27) faz exatamente 10 anos da morte de Wallace Souza que que teve o mandato de deputado cassado e foi acusado de chefiar uma organização criminosa que matava para para ser mostrado na tv e assim aumentar a audiência do seu programa policial “Canal Livre”.

O que “Bandidos da TV” da Netflix não mostrou veio por meio de declaração feita por Carlos Souza, dada em primeira mão pelo programa Manhã de Notícia, apresentado pelo jornalista Ronaldo Tiradentes no dia 6 de junho de 2019.

De acordo com Carlos Souza, tudo começou em meados de 2008 quando, durante um comício no bairro Novo Israel, Zona Norte, Wallace chamou Eduardo Braga de “ladrão”.

Eduardo Braga, governador na época (2008) soube do ocorrido e ligou para Amazonino Mendes e disse que era para ele ter retirado na hora o microfone do Wallace.

Eduardo Braga disse ainda na ligação que era para Amazonino ter repreendido Wallace e “que isso não ficaria assim”.

Carlos Souza revelou ainda, em primeira mão, outro fator que contribuiu para a vingança implacável de Eduardo Braga contra Wallace e a família Souza.

“Recusei um convite do Eduardo Braga para ser vice em um chapa que ele pretendia formar para concorrer a eleição naquele ano (2008). Eu tinha 24% das intenções de votos e o Amazonino 26%. Por isso não aceite ser vice dele”, disse.

O que a Netflix mostrou e, mostrou muito bem, foi outro fator que levou Eduardo Braga e lançar todo seu arsenal de vingança contra os Souza.

Naquela época, Wallace usou todo seu poder e influência como deputado, para detonar um dos principais aliados de Eduardo Braga: o prefeito de Coari, Adail Pinheiro.

Wallace acusou Adail de desmandos, de corrupção e de roubalheira. Adail, claro, correu para se queixar junto ao aliado Eduardo Braga para dar o troco em Wallace. E o troco foi dado, de acordo com a Netflix.

O empresário Willace Souza, filho de Wallace, é outro que reforça a tese de que seu pai foi vítima de uma das maiores injustiças política amazonense e afirma assim como seu tio Carlos Souza, que tudo não passou de um “complô diabólico” para prejuficar seu pai e sua família.

Willace é o único dos Souza a querer retomar a carreira política da família. Ele é pré-candidato a vereador e hoje comanda o programa Canal Live que foi apresentado por seu pai e hoje é transmitido pela internet.

Carlos Souza está no ostracismo e Fausto Souza toca sua vida de empresário e diz nunca mais querer saber de política.

A assessoria de Eduardo Braga informou que o Caso Wallace foi um caso de Polícia e não de Política. Também, afirmou que, apesar de ser governador na época, Braga não moveu um dedo para prejudicar Wallace.

O ex-prefeito Adail Pinheiro não se pronunciou.


Fonte: Portal Caboco


Nenhum comentário:

Postar um comentário