Dep. João Luiz solicita prorrogação da vacinação contra o HPV para adolescentes no Amazonas - O CHEFÃO DA NOTÍCIA

Breaking

Publicidade

quarta-feira, 8 de julho de 2020

Dep. João Luiz solicita prorrogação da vacinação contra o HPV para adolescentes no Amazonas


O deputado estadual João Luiz (Republicanos) solicitou nesta quarta-feira (8), por meio de indicação ao Governo do Estado, a prorrogação em um ano da vacinação contra o papilomavírus humano (HPV) para os adolescentes que completaram 15 anos, durante o ano de 2020, e ficaram impedidos de serem imunizados por conta do isolamento social, em decorrência da Covid-19.

A vacinação contra o HPV é ofertada a adolescentes de até 14 anos, 11 meses e 29 dias. E, de acordo com o parlamentar, a orientação de isolamento social, devido à pandemia, impossibilitou inúmeros adolescentes desta faixa etária de serem vacinados por terem alcançado a idade máxima.

“Nossa proposta visa resguardar o direito de vacinação dos adolescentes que completaram 15 anos durante o ano de 2020, prorrogando o período de vacinação em um ano, vez que a vacina contra o HPV é medida preventiva de várias doenças”, justificou João Luiz.

Na avaliação do Republicano, a saúde da população deve ser garantida mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doenças e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação.

“Nós, como parlamentares, temos o dever de assegurar à população o acesso a serviços de proteção à saúde. E a vacina contra o HPV é segura, eficaz e a principal forma de prevenção contra quatro tipos do HPV”, enfatizou João Luiz.

A imunização contra o HPV ajuda a prevenir o aparecimento do câncer do colo de útero, quarta maior causa de morte de mulheres por câncer no país. E, segundo informações da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), o câncer de colo do útero é o que possui maior incidência entre as mulheres no Estado do Amazonas.

Conforme dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), o Amazonas deve registrar em 2020 um total de 700 novos casos de câncer do colo de útero, sendo 580 só em Manaus.


Foto: Mauro Smith


Nenhum comentário:

Postar um comentário