Yedo Simões dirige última sessão do Tribunal Pleno como presidente da Corte - O CHEFÃO DA NOTÍCIA

Breaking

Publicidade

quarta-feira, 1 de julho de 2020

Yedo Simões dirige última sessão do Tribunal Pleno como presidente da Corte


O desembargador Yedo Simões dirigiu, nesta terça-feira (30), a última sessão do Tribunal Pleno como presidente da Corte Estadual de Justiça. Na próxima sexta-feira (3), a presidência do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) passa a ser assumida pelo desembargador Domingos Jorge Chalub, a quem caberá dirigir as sessões do Pleno, que ocorrem,sempre às terças-feiras, a partir das 9h.

Nesta, que foi sua última sessão como presidente, o desembargador Yedo Simões, ao final da pauta de julgamentos, agradeceu aos seus pares pela colaboração nos projetos desenvolvidos pela atual gestão, assim como pela parceria na condução das sessões de julgamento do Tribunal Pleno. "Nesta que é minha última sessão na presidência no Tribunal, a concluo com o sentimento de alegria por ter servido, da melhor forma possível, ao Poder Judiciário, me esforçando para cumprir este ideal de vida, assumido por mim há 40 anos quando ingressei na magistratura. Estou em paz com minha consciência e com o sentimento de dever cumprido", disse o desembargador.

Yedo Simões, que assumirá na próxima semana a direção da Escola Superior da Magistratura do Amazonas (Esmam), aproveitou a ocasião para desejar uma gestão profícua ao desembargador Domingos Jorge Chalub, que presidirá a Justiça Estadual no biênio 2020-2022, assim como às desembargadoras Carla Maria dos Santos Reis e Nélia Caminha Jorge, que assumirão, no mesmo período, a vice-precidência do TJAM e a Corregeroria Geral de Justiça (CGJ).

Na mesma sessão, vários desembargadores discursaram parabenizando Yedo Simões pela condução da Corte no biênio 2018-2020.

O desembargador Ari Jorge Moutinho da Costa, com a experiência de quem presidiu o TJAM no biênio 2012-2014, destacou, por parte da gestão do desembargador Yedo Simões, o cumprimento das metas nacionais e o comprometimento com a prestação jurisdicional célere e eficiente. "No momento em o colega, desembargador Yedo assumiu a presidência, eu tive, naquele instante, que realizaria uma gestão exitosa. Hoje, com grande alegria tenho a satisfação de participar de sua última sessão como presidente da Corte, sabendo que ele deixa a gestão tendo cumprido fielmente o que propôs, com a determinação de fazer o melhor; avançando na modernidade; prestando a jurisdição com rapidez e valorizando os juízes, o que, em via de consequência, valoriza a sociedade", afirmou.

Tendo presidido o TJAM no biênio 2010-2012, o desembargador João de Jesus Abdala Simões também discursou parabenizando o atual presidente da Corte. "Presidir o Tribunal de Justiça é uma missão honrosa e este momento (de despedida do cargo) é o momento de olharmos para trás, como administradores e ver que valeu a pena. Faço das minhas as palavras do desembargador Ari Moutinho, e elogio o desembargador Yedo pela gestão compartilhada, desejando que Deus continue o abençoando, assim como aos desembargadores Wellington Araújo e Lafayette Viera Júnior, que deixarão, respectivamente a vice-presidência do TJAM e Corregedoria Geral de Justiça.

Concluindo a sessão, os desembargadores Délcio Luís Santos e Socorro Guedes, assim como a procuradora-geral de Justiça e dirigente do Ministério Público Estadual, Lêda Mara Albuquerque, destacaram o empenho do atual presidente do TJAM e desejaram uma gestão profícua aos próximos dirigentes da Corte.

Posse dos novos dirigentes

Na próxima sexta-feira, dia 3 de julho, em solenidade que terá início às 10h da manhã, tomarão posse como dirigentes da Corte, o desembargador Domingos Jorge Chalub Pereira (como presidente do Tribunal); a desembargadora Carla Maria Santos dos Reis (como vice-presidente) e a desembargadora Nélia Caminha Jorge (como corregedora-geral de Justiça). Eleitos pelos demais desembargadores da Corte, os respectivos magistrados exercerão as funções no período de julho de 2020 a julho de 2022.

Os novos dirigentes assumirão as funções no lugar dos desembargadores Yedo Simões de Oliveira, atual presidente da Corte; Wellington José de Araújo, atual vice-presidente; e Lafayette Carneiro Vieira Júnior, atual corregedor-geral de Justiça.

Em virtude da necessidade de distanciamento social por conta da pandemia da covid-19, a solenidade será realizada por meio de videoconferência e poderá ser acompanhada pelo portal: www.tjam.jus.br/posse2020.

Desde a instituição do Poder Judiciário Estadual, no ano de 1892, esta será a primeira vez que a posse dos novos dirigentes do Tribunal não ocorrerá em solenidade presencial.

Foto: Raphael Alves

Nenhum comentário:

Postar um comentário