CDC/Aleam divulga cronograma de agosto com 130 audiências de conciliação via Whatsapp - O CHEFÃO DA NOTÍCIA

Breaking

Publicidade

terça-feira, 4 de agosto de 2020

CDC/Aleam divulga cronograma de agosto com 130 audiências de conciliação via Whatsapp


A Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (CDC/Aleam) divulgou, nesta terça-feira (4), um cronograma com 130 audiências de conciliação agendadas para o mês de agosto. Com a suspensão dos atendimentos presenciais na Casa Legislativa, as audiências são realizadas via Whatsapp com a participação de todas as partes envolvidas no processo consumerista.

Com a retomada das atividades na segunda quinzena do mês de julho, as audiências conciliatórias previstas para os meses de março, abril, maio e junho puderam ser concretizadas via Whatsapp. E, conforme o cronograma, uma média de seis audiências será realizada, por dia, até o final deste mês.

De acordo com o presidente da CDC/Aleam, deputado estadual João Luiz (Republicanos), por conta da pandemia, a Comissão teve de readequar o sistema e a forma de trabalho para manter a prestação de serviços ao consumidor.

“Nossa equipe, composta por advogados e conciliadores, mantiveram, por meio das redes sociais, e-mail e whatsapp, os atendimentos aos consumidores jurídica está retomando as audiências conciliatórias, mas de forma on-line, garantindo ao consumidor o direito de requerer e cobrar por seus direitos diante da empresa reclamada”, enfatizou João Luiz.

Atendimentos on-line

Devido aos protocolos sanitários adotados pela Casa Legislativa, a CDC/Aleam segue somente com os atendimentos on-line, por meio das redes sociais. Apesar da situação enfrentada, a Comissão fechou o 1º semestre com mais de mil reclamações registradas, a maioria contra práticas abusivas.

Denúncias e reclamações podem ser realizadas por meio do e-mail cdcaleam@gmail.com, telefone 31834451,WhatsApp (92) 994402019 e também pelas redes sociais do deputado João Luiz (@joaoluizam) Facebook , Instagram, Twitter.


Foto: Mauro Smith


Nenhum comentário:

Postar um comentário