Aleam convida AM Energia para justificar pleito de reajuste em audiência pública - O CHEFÃO DA NOTÍCIA

Breaking

Publicidade

quarta-feira, 9 de setembro de 2020

Aleam convida AM Energia para justificar pleito de reajuste em audiência pública


Por solicitação da Comissão de Defesa do Consumidor (CDC), a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) convidou a Amazonas Energia a participar de audiência pública, no próximo dia 15, no plenário Ruy Araújo, para explicar e justificar a proposta de reajuste médio de 8,5% na tarifa de energia elétrica do Estado.

O pleito da concessionária estará sob consulta pública no site da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) até o dia 19 de outubro.

Para o presidente da CDC/Aleam, deputado estadual João Luiz (Republicanos), a audiência pública será uma excelente oportunidade para debater sobre a proposta apresentada pela Amazonas Energia à Aneel de revisão tarifária.

“Assim como eu, outros parlamentares terão oportunidade de questionar a proposta da concessionária que, na minha avaliação, foi apresentada em momento inoportuno. Estamos vivendo uma crise sem precedentes, causada pela pandemia, e um reajuste, agora, só aumentaria o número de inadimplência”, explicou João Luiz, ao acrescentar que o Poder Legislativo quer ouvir as justificativas da empresa, mas o principal foco da audiência pública é a defesa dos direitos dos consumidores amazonenses.

“A Amazonas Energia vai fazer suas alegações e justificará o seu pleito, mas, diante do número de reclamações quanto à prestação de serviços no Estado, com registro de sucessivas interrupções no fornecimento de energia, como presidente da CDC/Aleam, estou certo de que a Aneel deva rejeitar essa proposta. E vamos trabalhar para isso”, completou o parlamentar.

No próximo dia 18 de setembro, João Luiz participará de uma reunião pública da Aneel, por meio de videoconferência, na qual fará uma sustenção oral para tentar barrar o reajuste tarifário médio de 8,5% proposto pela Amazonas Energia.


Foto: Mauro Smith


Nenhum comentário:

Postar um comentário