EFEITO COVID-19 - Prefeitura amplia auxílio do programa ‘Nossa Merenda’ para todos os alunos da rede municipal - O CHEFÃO DA NOTÍCIA

Breaking

Publicidade

sexta-feira, 30 de outubro de 2020

EFEITO COVID-19 - Prefeitura amplia auxílio do programa ‘Nossa Merenda’ para todos os alunos da rede municipal



A Prefeitura de Manaus ampliou o auxílio de R$ 50, do programa “Nossa Merenda”, determinado pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, para os mais de 240 mil alunos da rede municipal de ensino, que obedecem ao calendário escolar em regime especial de aulas não presenciais, com atividades remotas. A medida, aprovada por unanimidade na última terça-feira (27/10), pela Câmara Municipal de Manaus (CMM), é válida até o fim do ano e está publicada no Diário Oficial do Município (DOM) desta quinta-feira, 29/10.

“Precisamos ser sensíveis e entendermos as causas e consequências desse momento de pandemia. Um desses efeitos está, sem dúvidas, na maneira como a educação precisou se reinventar, sem as aulas presenciais nas escolas e, portanto, sem a garantia de alimentos para muitos alunos que dependiam da alimentação escolar. Então, com a sábia compreensão dos nossos vereadores, prorrogamos o ‘Nossa Merenda’ para que as famílias dos estudantes da rede municipal recebam esse benefício nesse momento que mais precisam”, disse o prefeito de Manaus, Arthur Neto.

A ação é parte da medida emergencial de enfrentamento à pandemia da Covid-19, instituída pela Lei Ordinária 2.505, de 31 de março deste ano, com pagamento estendido até dezembro. O programa consiste em um auxílio de segurança alimentar aos alunos mais vulneráveis economicamente da rede pública municipal de ensino.

Para o subsecretário de Infraestrutura e Logística (Infralog), da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Darcelo Gomes, foi uma decisão importante para os alunos e suas famílias nesse momento de pandemia. “Vamos conseguir atender 100% dos nossos alunos e proporcionar a eles a segurança alimentar até o final do ano. Esse recurso tem como objetivo principal ajudar nossos estudantes na aquisição de gêneros alimentícios, para uma alimentação básica e saudável, durante este período de isolamento social”, comentou.

No primeiro pagamento, as famílias receberam pelo aplicativo do Banco do Brasil digital. A novidade agora é que o pagamento das próximas parcelas será efetuado por meio de um cartão de alimentação com chip. O diretor do departamento de suprimento e logística da Semed, Leís Batista, explicou como será o novo procedimento, para que os pais possam receber os cartões que vão garantir o pagamento do auxílio.

“Os cartões serão entregues pela empresa na Infralog e depois serão encaminhados para cada unidade escolar, onde serão repassados aos pais ou responsáveis pelos alunos matriculados. A segunda parcela do auxílio deve ser paga em novembro. Os cartões começarão a ser confeccionados na próxima semana, prazo dado pela empresa responsável para entregarmos todos os dados dos alunos cadastrados no Sistema Integrado de Gestão do Amazonas (Sigeam)”, pontuou.

Parcelas
A primeira parcela, paga em junho, foi destinada somente às famílias de alunos inscritas no Cadastro Único (CadÚnico), da Secretaria Especial do Desenvolvimento Social, vinculada ao Ministério da Cidadania. Agora, ampliado para toda rede municipal, o benefício terá ainda mais três pagamentos até o final do ano.

Os pais que não tiveram acesso à primeira parcela receberão o retroativo, o que totalizará quatro pagamentos destinados aos alunos. Os recursos financeiros para a efetivação do pagamento aos beneficiários são oriundos do Tesouro municipal e contam com a validação orçamentária efetuada por parte da Secretaria Municipal de Finanças e Tecnologia da Informação (Semef).

Foto – Ingrid Anne/Semcom

Nenhum comentário:

Postar um comentário