Ex-interno do Compaj é contratado para trabalhar na unidade, com carteira assinada - O CHEFÃO DA NOTÍCIA

Breaking

Publicidade

quinta-feira, 15 de outubro de 2020

Ex-interno do Compaj é contratado para trabalhar na unidade, com carteira assinada



O ex-interno do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), Sebastião Damião Júnior, 37, retornou para a unidade como funcionário contratado de carteira assinada, pelo regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Ele exerce a função de artífice de manutenção, competência que foi aprimorada com os cursos profissionalizantes do programa “Trabalhando a Liberdade”, criado pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).

O contrato se deu pela empresa cogestora Reviver Administração Prisional Privada, parceira da Seap na administração do Compaj. Sebastião participou do programa de ressocialização desde seu lançamento, em janeiro de 2019, o que contribuiu para a remição de sua pena fazendo com que ele recebesse o alvará de soltura mais cedo do que esperava.

“O Sebastião era um dos internos mais antigos aqui na unidade e ele sempre mostrou desenvoltura para o trabalho. Desde que entrou para o “Trabalhando a Liberdade” nunca se envolveu em nenhum comportamento ilícito, se esmerando em seus estudos e trabalhos. E claro que, comportamento assim, chama nossa atenção e nos motiva a querer ajudar ainda mais”, declarou o diretor da unidade, Lucas Maceda.



Essa é a segunda contratação de ex-internos pelo sistema prisional, na atual gestão. “A Seap, hoje, está mais uma vez cumprindo o seu papel social com essa nova contratação de um ex-interno. No Compaj é uma ação pioneira, entretanto, no ano passado já houve um contrato semelhante no Centro de Detenção Provisória de Manaus II (CDPM 2), já na nossa gestão. E, até o momento, só temos motivos para acreditar que estamos no caminho certo”, disse o titular da Seap, coronel Vinícius Almeida.

Para Sebastião a oportunidade dada a ele tem grande significado. “Essa oportunidade foi muito boa para mim e para minha família, uma vez que eu nem precisei ficar correndo atrás de trabalho lá fora. Saí dia 05 desse mês, dois dias depois já fui chamado para trabalhar”, relatou.



Trabalho e ressocialização – Os projetos de remição de pena e ressocialização envolvem tanto trabalho, como estudo. O novo funcionário, que agora está trabalhando nos serviços de manutenção, tais como, pintura, elétrica, construção civil, entre outros, participou de ambos os projetos dentro do sistema prisional do Amazonas.

Fotos: Divulgação/Seap



Nenhum comentário:

Postar um comentário