FVS-AM alerta para sazonalidade de SRAG a partir da ocorrência de chuvas em Manaus - O CHEFÃO DA NOTÍCIA

Breaking

Publicidade

quinta-feira, 15 de outubro de 2020

FVS-AM alerta para sazonalidade de SRAG a partir da ocorrência de chuvas em Manaus



A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) alerta para o início da sazonalidade de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) a partir da ocorrência de chuvas, em Manaus, que pode ser acompanhada pelo aparecimento de infecções respiratórias.

Em setembro, foram registrados 1.402 hospitalizações por SRAG no estado, sendo 1.088 por covid-19 e outros 314 por outros agentes. Em outubro, até a última terça-feira (13/10), foram 397 hospitalizações por SRAG, sendo 264 por covid-19 e 133 por SRAG causadas por outros agentes. Os dados são do Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica da Gripe (Sivep-Gripe), do Ministério da Saúde.

A SRAG é causada por diferentes vírus respiratórios, como Metapneumovírus, Vírus Sincicial Respiratório (VSR), Adenovírus, Influenza A (H1N1) e Influenza B. Outros agentes causam impacto e influenciam também no aumento dos casos de síndrome, como a bactéria Streptococcus pneumoniae, principal causadora da pneumonia bacteriana, e Mycobacterium tuberculosis, o Bacilo de Koch, que causa a tuberculose.

A diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Costa Pinto, alerta que os vírus respiratórios continuam circulando no estado e podem ser confundidos com covid-19 por causarem, no organismo humano, os mesmos sintomas iniciais que a infecção pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2).

“Nos próximos meses, nós certamente teremos o aumento da circulação desses vírus que coexistirão com o novo coronavírus. Em função disso, nós estamos ampliando o escopo de diagnósticos desses vírus respiratórios”, afirmou Rosemary, ao anunciar a ampliação da estrutura do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen/FVS-AM), cuja equipe será capaz de aumentar o diagnóstico de oito para 21 vírus.

Sintomas e prevenção – A SRAG é uma complicação da Síndrome Gripal (SG). A SG é caracterizada por, pelo menos, dois dos seguintes sinais e sintomas: febre (temperatura maior que 37,8 ºC) ou sensação febril, calafrios, dor de garganta, tosse, nariz escorrendo (coriza) a alterações no olfato ou no paladar. Já a SRAG é caracterizada pelos sintomas da Síndrome Gripal (SG) associados a, pelo menos, um dos seguintes sintomas: falta de ar ou desconforto para respirar, sensação de pressão no peito e saturação de oxigênio abaixo de 95%.

As medidas de prevenção enfatizadas para enfrentar covid-19 também protegem contra outras doenças, como tuberculose e pneumonia bacteriana. A recomendação da FVS-AM é que sejam mantidos os hábitos de uso de máscara de proteção respiratória, distanciamento social e higiene pessoal e de ambientes.

Referência – A FVS-AM é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas, incluindo o monitoramento de indicadores de doenças, como as inseridas na Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus. Os números para contato são (92) 3182-8550 e 3182-8551.

Foto: Divulgação/FVS-AM

Nenhum comentário:

Postar um comentário