Novas parcelas do Auxílio Emergencial são pagas a 3,6 milhões hoje - O CHEFÃO DA NOTÍCIA

Breaking

Publicidade

sexta-feira, 9 de outubro de 2020

Novas parcelas do Auxílio Emergencial são pagas a 3,6 milhões hoje



A Caixa credita nesta sexta-feira (9) novas parcelas do auxílio emergencial para mais 3,6 milhões nascidos em abril. Serão 1,4 milhão de pessoas que receberão parcelas de R$ 600 e outros 2,2 milhões a extra de R$ 300. O pagamento é realizado por meio de depósito em conta poupança digital e o saque liberado em 7 de novembro, de acordo com o calendário do ciclo 3.

Até lá, o valor pode ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem. Pelo aplicativo, é possível realizar compras, por meio do cartão de débito virtual e QR Code, pagar de boletos, contas de água, luz, telefone, entre outros serviços.

Neste domingo (11), pela primeira vez, também haverá pagamento por meio de depósito para um total de 3,8 milhões de pessoas, sendo 1,5 milhão de beneficiários que vão receber a parcela de R$ 600 e outros 2,3 milhões a extra.

O primeiro grupo é de beneficiários que entraram no programa a partir de maio. Foi incluído quase meio milhão de cadastros que passaram por reanálise, após contestação no aplicativo do banco ou pela Defensoria Pública da União, no final de setembro.

Já o segundo grupo, da primeira parcela extra, é formado por cadastrados pelo aplicativo ou CadÚnico que começaram a receber a ajuda em abril.

Mudança

De três parcelas, o benefício passou para cinco de R$ 600 cada, no caso de mãe chefe de família, R$ 1.200. Agora mais quatro com valor menor, de R$ 300, serão pagas até dezembro. Mas só vão receber a extensão do auxílio aqueles que se enquadram nos novos requisitos estabelecidos.

Com isso, deixaram de ganhar o benefício extra 21 milhões de pessoas, ou seja, 56% do total de 48 milhões elegíveis para as cinco parcelas de R$ 600. O auxílio já foi pago a 67,7 milhões de pessoas, num total de mais de R$ 219,8 bilhões.

*Com informações de R7
Fonte: Gazeta Brasil
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário