Candidato a vereador apresenta transporte hidroviário como opção para melhorar trânsito em Manaus - O CHEFÃO DA NOTÍCIA

Breaking

Publicidade

terça-feira, 10 de novembro de 2020

Candidato a vereador apresenta transporte hidroviário como opção para melhorar trânsito em Manaus



O candidato a vereador Francisco Araújo (PTC) enfatizou que os principais problemas de Manaus são o trânsito caótico e a precariedade do transporte público.

Durante a entrevista ao programa Cara a Cara.Com para os portais O Chefão da Notícia, Caboco, Flagrante, Mura News e A Repórter, Francisco Araújo criticou a falta de compromisso que muitos políticos têm com o povo manauara.

“Quando se tem seis ou sete vereadores aqui em Manaus que não fizeram nada durante quatro anos, a gente já passa para o cúmulo do absurdo. Uma pessoa que ganha 15 mil reais em média, mais 60 mil de verba de gabinete, ou seja, quanto ele não movimenta de dinheiro público? ”, questionou.

Francisco Araújo explicou que os engarrafamentos que acontecem em todas as áreas da Cidade poderiam ser facilmente resolvidos com um transporte público de qualidade. “Os ônibus vão tão lotados que as vezes você vai na porta para não chegar atrasado. É preciso criar uma forma que meu carro fique em casa, o teu carro fique em casa e os carros daqueles que não têm necessidade crucial de ir de casa para seu trabalho, mas para isso, também precisamos ter um ônibus bom, ônibus de qualidade e que nos leve na hora certa”.

Como uma alternativa para resolver esses problemas, o candidato apresenta o transporte hidroviário como opção. Segundo ele, esse meio poderia facilitar acesso do Puraquequara para o Centro e poderia ser usado para fomentar o turismo. “Precisamos de ônibus melhores, que não quebrem. Eu defendo a Zona Franca, mas já passou da hora de desenvolvermos outros meios”, pontuou.

Francisco Araújo tem 39 anos, casado, pai de dois filhos e cristão. Começou a trabalhar aos 10 anos de idade como vendedor de rua e camelô no mercado Adolfo Lisboa e feira do São José. É de família humildade e simples, seus pais são analfabetos e sem profissão, e por isso Francisco Araújo e seus irmãos começaram a trabalhar ainda crianças para poder trazer o sustento para a família.

Mora na zona Leste há 26 anos, onde cresceu e viveu nos bairros do São José, Jorge Teixeira, Monte Sião, Alfredo Nascimento, Joao Paulo e Braga Mendes.

Foto: Victória Cavalcante


Nenhum comentário:

Postar um comentário