Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Distribuição de renda será uma das primeiras medidas se eleito, diz Amazonino em entrevista na TV Amazonas



Uma das primeiras medidas de Amazonino Mendes (PODEMOS), caso seja eleito, será tomar as providências para iniciar o pagamento de R$ 300,00 para as 137 mil pessoas que deixarão de receber o auxílio emergencial do governo federal, com data para encerrar em dezembro e que estejam cadastradas no Programa Bolsa Família. A informação foi dada por ele em entrevista concedida à Rede Amazônica, nesta sexta-feira (27/11), em programação que era para ter sido um debate, mas que não ocorreu pela ausência do seu adversário.

O candidato da Coligação Juntos Podemos Mais ressaltou que está preocupado com a crise que será desencadeada em 2021, como resultado da pandemia do novo coronavírus, em que o desemprego e a inflação deverão aumentar.

“As famílias pobres poderão ter mais tranquilidade, equilíbrio, os pequenos comerciantes vão poder soerguer suas vendas, suas quitandas, manter os empregos, haverá dinheiro para comprar o gás, os remédios”, pontuou.

A entrevista substituiu o debate porque o adversário, o candidato David Almeida, não compareceu alegando “problemas pessoais”.

Amazonino também disse que na área da saúde o que há de mais importante no momento é a vacina para a Covid-19, e isso ele irá buscar tão logo assuma a prefeitura. “Precisamos de imediato ver uma vacina segura contra o coronavírus, que seja homologada e para que o povo manauara possa ser vacinado”.

Uma das perguntas feitas pelo jornalista Luciano Abreu foi sobre as providências quanto às áreas de moradias com risco de desabamento. Amazonino disse que isso será combatido com a construção de casas populares que permitam dignidade na moradia. Ele lembrou que construiu o conjunto Nova Cidade, com 10 mil casas. “É preciso competência, inteligência, experiência. É para quem entende”, afirmou.

O candidato aproveitou para alertar o eleitor a votar correto e não dar ouvidos a promessas vazias. “Tem que ter cuidado com essas formulações, essas propostas, falar qualquer um fala, mas executar e fazer é outra coisa”, disse, lembrando que em 2018 o seu adversário ganhou a eleição para governador e hoje a população sofre com um governo “desastroso”.

Na área da educação, Amazonino aposta nas escolas de tempo integral. “Vivemos num país pobre, uma das melhores formas de educarmos corretamente nossos filhos e crianças é nas escolas de tempo integral, onde eles terão boa alimentação com café da manhã, lanches e almoço, esporte, aulas de reforço, convívio”.

Amazonino encerrou a entrevista com um depoimento emocionante sobre como foi destratado durante a campanha por seu adversário, por ser idoso. “Fui tratado como um bagaço de laranja, um palito de fósforo queimado, com total falta de respeito para os velhos, isso dói. Por isso, minha solidariedade a todos os idosos e meu carinho aos mais jovens”.


Postar um comentário

0 Comentários