Facebook, Google e Twitter são acusados de censura em grupo - O CHEFÃO DA NOTÍCIA

Breaking

Publicidade

quarta-feira, 18 de novembro de 2020

Facebook, Google e Twitter são acusados de censura em grupo



O senador Josh Hawley, do Partido Republicano, pressionou, nesta terça-feira (17), o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, durante uma audiência no Congresso dos Estados Unidos.

A denúncia alega que os funcionários do Facebook coordenam com os membros do Twitter e do Google para agir como moderadores do conteúdo.

Hawley disse que um ex-funcionário do Facebook “com conhecimento direto das práticas de moderação de conteúdo da empresa” entrou em contato com seu escritório alertando sobre uma “plataforma interna chamada Tarefas que o Facebook usa para coordenar projetos, incluindo censura”.

Em declaração durante a audiência, Hawley declarou: “As equipes de censura do Facebook se comunicam com suas contrapartes no Twitter e no Google e, em seguida, inserem as sugestões dessas empresas para censura na plataforma para que o Facebook possa acompanhá-las e coordenar de forma eficaz seus esforços de censura.”

Em mensagem no Twitter, Hawley apresentou uma captura de tela da plataforma em questão, e acrescentou: “Twitter e Google rotineiramente sugerem tópicos para censura — hashtags, indivíduos, sites, muitos deles conservadores – e o Facebook registra-os para acompanhamento.”

O senador concluiu: “Você já se perguntou como um usuário bloqueado numa plataforma frequentemente é rapidamente banido ou bloqueado em outras? É assim.”

Ainda durante a audiência no Congresso, o senador do Missouri perguntou a Zuckerberg se os funcionários do Facebook, Twitter e Google coordenavam as decisões de moderação de conteúdo em relação a “indivíduos, sites, hashtags [ou] frases a serem proibidas”.

“Senador, não coordenamos nossas políticas”, disse Zuckerberg, acrescentando mais tarde, porém, que “esperaria algum nível de comunicação”.

Fonte: Renova Mídia


Nenhum comentário:

Postar um comentário