Conecte-se Conosco

Brasil

Governo exige blindagem a Flávio Bolsonaro para apoiar candidato à presidência no Senado

Palácio do Planalto teme que novo comandante do Senado destrave processo contra o filho do presidente no Conselho de Ética, diz colunista

Publicado

em

A impossibilidade do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), concorrer à reeleição da Mesa Diretora estaria gerando preocupações no Palácio do Planalto, segundo senadores do MDB ouvidos pela jornalista Andreia Sadi, da TV Globo.

Informações divulgadas pela colunista dão conta de que a blindagem política ao senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) seria um dos pontos cruciais para o governo definir apoio ou não ao candidato de Alcolumbre, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

Senadores do MDB – maior partido da Casa Legislativa – afirmam que enxergam Pacheco como “muito independente” e isso poderia complicar a vida de Flávio.

O senador tem um processo de cassação travado na Comissão de Ética do Senado. O Planalto pretende manter a pauta da comissão sob seu controle.

Alcolumbre era visto como um aliado pelo clã Bolsonaro. O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), inclusive, defendeu a eleição de Josiel Alcolumbre (DEM), irmão do presidente do Senado, para a Prefeitura de Macapá. Josiel acabou derrotado por Dr. Furlan (Cidadania).