Conecte-se Conosco

Publicado

em

Ex-presidente nacional do PSC, Pastor Everaldo pediu “clemência e misericórdia”, enquanto depunha para o Tribunal Misto formado por deputados estaduais e desembargadores do TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro) que julga o processo de impeachment do governador afastado, Wilson Witzel (PSC), desde o início da manhã. Everaldo chorou e disse que não tinha condições de depor por meio de videoconferência, já que está preso desde 28 de agosto sob acusação de participar de fraudes em compras na área da saúde durante a pandemia do novo coronavírus.