Conecte-se Conosco

Política

Testemunhas serão ouvidas hoje em processo de impeachment contra Witzel

Publicado

em

BRASIL – O Tribunal Especial Misto do processo de impeachment de Wilson Witzel (PSC), retoma nesta segunda-feira (28) o julgamento do governador afastado, com novos depoimentos.

Witzel deveria ser interrogado na sessão desta segunda-feira, mas a oitiva foi suspensa pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

No sábado (26), o ministro Alexandre de Moraes determinou que o interrogatório somente poderá ser realizado após a defesa ter acesso a todos os documentos de defesa, como a delação premiada do ex-secretário Edmar Santos.

Moraes estabeleceu ainda que o próprio Edmar terá que ser ouvido de novo após o fim do sigilo de sua delação, antes de Witzel. Assim, não há previsão de data para o depoimento do governador afastado.

Testemunhas de defesa

O depoimento de outras seis testemunhas continua marcado para esta segunda. Entre os convocados estão o ex-secretário de Saúde Alex Bousquet, a ex-subsecretária Mariana Scardua e o ex-secretário de Defesa Civil Roberto Robadey.

Seriam ouvidos:

  1. Valter Alencar Pires Rabelo, assessor de Witzel.
  2. Roberto Robadey Júnior;
  3. Alex Bousquet;
  4. Édson Torres; empresário;
  5. Mariana Tomasi Scardua;
  6. Luiz Octávio Martins Mendonça; assessor de Mariana Scardua.

Em agosto, Witzel foi afastado e denunciado pela Procuradoria-Geral da República por suspeita de corrupção. Segundo as investigações, ele seria o chefe de uma organização criminosa que teria desviado recursos públicos da área de saúde durante a pandemia.