Conecte-se Conosco

Amazonas

Sindicatos revelam ‘insatisfação’ na escolha de Pauderney à Semed

Publicado

em

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Sinteam) e o dos Professores e Pedagogos de Manaus (Asprom Sindical) externaram insatisfação à escolha do ex-deputado federal Pauderney Avelino para comandar a Secretaria Municipal de Educação (Semed).

A anúncio foi feito por meio de nota pela assessoria de comunicação do prefeito eleito David Almeida (Avante), nesta semana.

Um dos motivos da insatisfação é pelo fato de Avelino já ter assumido a pasta, em 2013, na gestão de Arthur Neto (PSDB), sendo considerada uma gestão insuficiente e com poucas conquistas, segundo os sindicalistas.

De acordo com a presidente da Asprom, Elma Sampaio, a preocupação da classe será como a educação será assistida durante o ano de 2021.

“A indicação de Pauderney Avelino não foi bem visto pela categoria dos professores e pedagogos de Manaus, que esperava que assumisse a pasta alguém que fosse comprometido com a educação, que priorizasse a valorização da carreira do Magistério e dos profissionais da educação e que tivesse vontade política de, verdadeiramente, priorizar a Educação”, informa, em nota.

“Agora é continuarmos nos organizando, enquanto categoria da educação, para buscarmos uma Educação pública de qualidade e democrática”, acrescenta.

‘Escolha infeliz’

A presidente do Sinteam, Ana Cristina Rodrigues, também afirma que, apesar da “escolha infeliz” para o comando da Semed, o objetivo agora será trabalhar arduamente em prol da categoria e da educação.

“Com esse anúncio, já começamos a nos preparar para um ano de muita luta e incertezas, embora esperemos estar enganados. Fica aqui a certeza de nosso comprometimento com nossa categoria e a disposição para luta, pois cobraremos e nos engajaremos para garantir e ampliar nossos direitos. Nunca nos furtamos nesta busca e, agora, não será diferente’, pontua.

Conteúdo: opoder