Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Prefeito eleito, David Almeida, é diplomado e garante uma gestão diferenciada



A 14 dias de tomar posse na Prefeitura de Manaus, o prefeito eleito, David Almeida (Avante), e o seu vice-prefeito eleito, Marcos Rotta (Democratas), foram diplomados nesta sexta-feira (18) de olho nas prioridades de janeiro. O evento, que também diplomou os 41 vereadores eleitos da Câmara Municipal de Manaus (CMM), aconteceu no auditório do Tribunal de Justiça do Amazonas (Tjam), no bairro Aleixo, Zona Centro-Sul da cidade.

Para David, eleito no segundo turno das eleições deste ano, com 466.970 mil votos, a cerimônia de diplomação foi mais uma etapa do caminho que percorreu para a Prefeitura de Manaus, onde pretende cumprir todas as propostas e projetos de campanha, nas áreas de saúde, educação, infraestrutura e, especialmente, da rede de proteção social às famílias afetadas pela pandemia da Covid-19, apresentados durante a campanha eleitoral.



“Agora falta apenas assumir o cargo no dia 1º de janeiro, com a certeza e a sensação do dever cumprido. Nós, eu e o Marcos Rotta, temos muita coisa para fazer, muito a realizar pela cidade de Manaus. Tornar os serviços públicos eficientes é o nosso dever e a nossa missão. Fazer com que a riqueza arrecadada pelos cofres da prefeitura possam chegar na ponta, nas pessoas, que a distribuição de seja igualitária, seja melhor”, disse David.

Em meio a um evento de diplomação que contou com a participação dos vereadores eleitos e reeleitos, David Almeida reafirmou que a sua gestão vai buscar a harmonia com o Legislativo municipal por ações eficientes para a cidade de Manaus. “Os poderes Executivo e Legislativo são independentes, porém, são harmônicos. Nós vamos buscar essa harmonia em favor da nossa cidade. Manaus não aguenta mais essas disputas entre poderes”, disse David.



O prefeito eleito aproveitou para falar de algumas das suas prioridades, uma delas, a busca pela vacinação contra o novo coronavírus. Segundo ele, em sua visita ao ministro da Saúde, Eduardo Pazzuelo, foi informado de que o governo federal coordenará toda a compra de vacinas e que a logística ficará sob a responsabilidade do Estado e a ação de imunização, com a Prefeitura, como tradicionalmente já é feito em todas as campanhas de vacinação.

Sobre o transporte público, David disse que vai buscar um entendimento com as empresas em busca de uma tarifa justa e um serviço de qualidade. “A Prefeitura já oferece um subsidio de quase R$ 13 milhões por mês aos prestadores do serviço, e nós vamos encontrar um mecanismo para que possamos ter um serviço de transporte público melhor, com ônibus novos. O próprio governo do Estado já se dispôs a nos ajudar a adquirir esse transporte coletivo de melhor qualidade”, afirmou David.




Postar um comentário

0 Comentários