Conecte-se Conosco

Mundo

Após criticar China, fundador do Alibaba não é mais visto em público

Publicado

em

Um dos homens mais ricos e influentes do mundo, o chinês Jack Ma, simplesmente sumiu do quadro de jurados de um show de talentos na África. Fundador do Alibaba, Mas não participou da final do “Heróis de Negócios da África”, teve sua foto removida do site e foi excluído do vídeo promocional sobre o último episódio do programa.

Gravado em outubro, o episódio aconteceu em meio a críticas de Jack Ma a forma como o sistema financeiro da China é gerido. A munição foi apontada para a “mentalidade de loja de penhores” dos bancos chineses e disse que eles são responsáveis por desacelerar o processo de inovação das empresas.

Logo após a fala, o presidente chinês, Xi Jinping, ordenou a suspensão da oferta pública de ações (IPO, em inglês) do Ant Group, conglomerado de Ma, que estava programado para o fim do ano passado e projetado para um levantamento de US$ 37 bilhões na Bolsa de Xangai – o maior IPO da história.

Desde então, Ma não foi visto mais em público. Segundo o portal inglês Mirror, um porta-voz do Alibaba disse que a ausência de Jack Ma no ‘Heróis de Negócios da África’ aconteceu por um conflito de agendas.

A final do programa deve ir ao ar em meados do primeiro semestre e contará com Lucy Peng, uma executiva do Alibaba, em seu lugar.

Dono de uma fortuna avaliada em US$ 50 bilhões, Ma é o segundo homem mais rico da China e um dos poucos chineses que acumulam o posto de bilionário e ícone mundial.