Conecte-se Conosco

Amazonas

Governo do Amazonas via Secretaria de Estado de Saúde confirmou que vai receber 50 mil doses da vacina DOADAS pelo Governador de São Paulo

Publicado

em

A CNN informou, na tarde deste domingo, que o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), descartou utilizar as 50 mil doses de vacina contra a Covid-19 oferecidas pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB). O governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Saúde (Sea) disse que a notícia da CNN é ‘fake’news.

‘Governador do Amazonas vai utilizar doses do ministério. Wilson Lima agradeceu mas descartou vacina de São Paulo’, informou a emissora.

Neste domingo, Doria disse que iria enviar 50 mil doses da vacina CoronaVac aos profissionais de saúde do Amazonas, independentemente da cota reservada ao estado no Plano Nacional de Imunização (PNI).

“Amanhã pela manhã, um avião levará 50 mil doses da vacina, independentemente da cota do Ministério da Saúde, para os profissionais da saúde do Amazonas”, disse Doria, durante coletiva de imprensa do governo paulista no Hospital das Clínicas, após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar o uso emergencial da vacina contra Covid-19.

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, convidou governadores dos 26 estados e do Distrito Federal para uma reunião na manhã desta segunda-feira (18), em São Paulo, para fazer uma “distribuição simbólica” dos 6 milhões de doses da Coronavac.

Coordenador da temática de vacina no Fórum Nacional de Governadores, o governador do Piauí, Wellington Dias (PI), disse à CNN que o encontro deve acontecer às 7h, no depósito do Ministério da Saúde localizado no Aeroporto de Guarulhos.

Pazuello, reafirmou hoje, após aval da Anvisa ao uso emergencial dos imunizantes CoronaVac e AstraZeneca, que o plano nacional de vacinação começará na próxima quarta-feira (20), às 10h. A distribuição das doses da CoronaVac terá início amanhã (18), às 7h, com o apoio do Ministério da Defesa, que ficará responsável pelos deslocamentos aéreos de São Paulo para outros estados.

Apesar da confirmação do cronograma, Pazuello não revelou quantas doses serão encaminhadas aos estados a partir de amanhã. As secretarias de saúde serão responsáveis por estabelecer prioridades de vacinação e também por distribuir os imunizantes aos municípios