Artistas do Laboratório Musical gravam álbum com canções inéditas

Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Artistas do Laboratório Musical gravam álbum com canções inéditas



Próximo ao ápice do projeto de formato pioneiro, o Laboratório Musical - Talent Show faz maratona de gravações dos singles inéditos com os 4 artistas participantes em Manaus. Sob a batuta do produtor Leonardo Oliveira, os cantores Bella Queiroz, Nay Silva, Alex Alencar e Dinho Rodrigues encaram os estúdios do Grupo Pactum (idealizador do projeto) e contam suas experiências e expectativas.

Segundo Leonardo Oliveira, o processo de produção foi bem desafiador pelo pouco tempo estipulado para produzir os oito singles. "Enquanto os participantes passavam pelos workshops, me reuni com o arranjador Járlei Farias para iniciarmos a produção dos singles. Os participantes vieram ao estúdio para gravar uma voz guia e trocar ideia conosco sobre o que eles tinham em mente para cada composição. Fizemos o possível para captar a essência do que eles queriam. Acreditamos que o produto final será muito bom. O Laboratório Musical Vol. 1 terá pelo menos cinco estilos diferentes", ressaltou.

Como alguns dos participantes nunca tinham vivido essa experiência de estúdio, os workshops foram de suma importância para prepará-los para a maratona de gravações. "Recebemos um participante por dia para a gravação junto à preparação vocal da instrutora de canto, Fernanda Sena", explica



"Este projeto é um start para trazer uma grande mudança no nosso cenário musical. Precisamos entender que para chegar a uma carreira de sucesso como em qualquer outra profissão, é preciso seguir um caminho, ter atenção e cuidado com uma série de fatores, incluindo um trabalho autêntico, muito estudo, posicionamento artístico, gerenciamento de carreira e a valorização do seu próprio trabalho autoral. É um pouco disso que o Laboratório Musical está levando a esses artistas", resumiu o produtor.

"Esperamos que eles dêem continuidade ao processo pós-Laboratório Musical e vejam os resultados em suas carreiras, principalmente, nesse momento tão difícil de pandemia, em que os artistas precisam se reinventar. Conhecer e saber fazer uso das ferramentas certas é imprescindível", finalizou Leo, como é conhecido.

Os intérpretes

Aos 23 anos de carreira, Bella Queiroz sente-se renovada ao participar do projeto. "Entrei numa repescagem, já havia me conformado em ter ficado de fora a do elenco finalista. Já me sentia 'ficando para trás' no que se refere à plataformas digitais e estúdios , mas me empenhei muito e mergulhei nos workshops para buscar o melhor de mim", explica a cantora.



Já na fase de encarar os estúdios, Bella usou de toda a expertise adquirida em anos de carreira. "É uma loucura gravar tantas músicas em um mês com tudo o que está acontecendo. Apesar do tempo corrido, com o caos nesses tempos, achei fantástico. Foi de primordial importância a participação de nossa técnica vocal, nas dicas e instruções, e do produtor, nos arranjos", comentou.

Ousada, Bella conta que resolveu arriscar e gravar em inglês no estilo pop-rock. "Creio que é a primeira vez que algo é feito nesse nível e nessa qualidade em Manaus. A canção escolhida encontrei no Youtube e, pelo Instagram, conheci a compositora. Uma brasileira que mora nos EUA, Melina Matos. Depois disso, tudo foi se encaixando maravilhosamente. A música é o melhor de tudo que já gravei. Para esse período de isolamento, fica a mensagem que o projeto passa: atualize-se. Quem não o fizer vai ficar para trás pois a tendência é de nos isolarmos mais ainda, até que tenhamos a cura real para esse mal", encerrou Bella.

Com uma pegada mais regional, Nay Silva disse ter sido surpreendida com a entrada no elenco final do projeto. "É de faltar palavras. Fico muito feliz em participar. Desde a preparação nos workshops tudo soava novo para mim. Entrar em estúdio para gravar é surreal. Ver a correria contra o tempo, a produção trabalhando, os ensaios. Tudo serviu de lição e a canção 'Amazônia' terá um brilho diferente na sua conclusão", disse emocionada.



Para a cantora de perfil lírico, o projeto passa a mensagem de persistência. "Não devemos desistir, lutar pelo aperfeiçoamento e levar emoção ao mundo", comentou Nay.

O cantor Alex Alencar conta que logo que nas audições não sabia ao certo o que a organização do Laboratório Musical procurava, mas não podia deixar a chance escapar. "Apresentei minha proposta e foi aceita pelo júri. Mas não foi fácil, pois me deparei com um time de peso me avaliando nas audições", ressaltou.

Sobre as gravações, ele exclama: "foi maravilhoso!”. Logo de primeira, o produtor musical Leonardo entendeu exatamente o que eu queria nas músicas. É claro que ele também me apresentou suas ideias e fomos alinhando. Estamos falando de duas composições muito bacanas do meu amigo Sândalo Melo: "Daniela" e "A cura é o amor" (história de um casal de namorados separados pela quarentena em plena pandemia). Espero que todos curtam e apreciem sem moderação. Logo elas estarão disponíveis nas plataformas digitais", sintetiza o músico.



O projeto e os trabalhos nas oficinas, no estúdio recebem os elogios de Alex. "Precisamos de um entretenimento saudável num momento tão delicado em que vivemos, e eu acredito piamente que a música tem salvado muitas pessoas", comemora.

O desafio também foi visto como um passo definitivo por Dinho Rodrigues. "Trazer esse trabalho para o estúdio foi um pouco desafiador, uma vez que nunca havia gravado. Porém, tive a oportunidade de estar sendo preparado por grandes profissionais e a experiência está sendo incrível.", disse.

"Acredito que chegaremos a um bom resultado final. Quanto às músicas, são duas, 'Sem Discussão' e 'Você não soube amar'. A expectativa é que o público, ao ouvi-las, consiga sentir a mensagem das músicas e que se identifique com algumas delas ou com todas. As músicas falam de amor, paixões, liberdade e outros sentimentos. Acredito que o projeto contribuirá muito e, de forma positiva, com todo esse momento em que vivemos. Música é terapia", exalta Rodrigues.



Sobre o projeto

O Laboratório Musical é uma iniciativa do Grupo Pactum, idealizado pela cantora e produtora cultural, Jôci Carvalho, com direção geral do renomado Kid Mahall e produção musical assinada por Leonardo Oliveira. Os cantores Nay Silva, Dinho Rodrigues, Bella Queiroz e Alex Alencar são os artistas selecionados para a edição do projeto que ainda prevê o lançamento de um álbum com canções inéditas e um webshow.

O projeto Laboratório Musical Talent Show foi contemplado pelo Programa Cultura Criativa – 2020/Lei Aldir Blanc – Prêmio Feliciano Lana" do Governo do Estado do Amazonas, com apoio do Governo Federal – Ministério do Turismo - Secretaria Especial da Cultura.

Acompanhe as ações do Lab em drops diários e lives pelas redes sociais @labmusicaloficial. Mais informações (92) 99166-4388 ou pelo e-mail admpactum@gmail.com.

Postar um comentário

0 Comentários