Bolsonaro diz que Ford não falou a 'verdade' sobre saída: 'quer subsídios'

Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Bolsonaro diz que Ford não falou a 'verdade' sobre saída: 'quer subsídios'


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou hoje, em conversa com apoiadores, que a Ford não 'falou a verdade' sobre a decisão de fechar as fábricas no Brasil. Na avaliação do presidente, a empresa queria subsídios para continuar produzindo veículos no país.

Segundo a Ford, a decisão faz parte da reestruturação global e também no mercado sul-americano. Além disso, a montadora alegou que a pandemia de covid-19 "ampliou a persistente capacidade ociosa da indústria e a redução das vendas, resultando em anos de perdas significativas".

Bolsonaro, no entanto, disse que a Ford queria subsídios para continuar fabricando carros no país. Ele citou um valor de R$ 20 bilhões que teria sido concedido à empresa nos últimos anos, mas não foi específico sobre o período ao qual esse subsídio corresponderia.

Mas o que a Ford quer? Faltou a Ford dizer a verdade, né? Querem subsídios. Vocês querem que eu continue dando R$ 20 bilhões para eles como fizemos nos últimos anos? Dinheiro de vocês, impostos de vocês, para fabricar carro aqui? Não. Perdeu a concorrência. Lamento
 Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)

Bolsonaro ainda disse que encara a decisão da Ford como consequência da concorrência de outras montadoras. Ele disse lamentar a estimativa de ao menos 5 mil demissões de funcionários.

"Há três anos, a Ford anunciou que não ia mais produzir carro de passeio nos Estados Unidos. A falta de ambiente de negócios, na verdade, eles tiveram subsídios nossos ao longo dos últimos anos de R$ 20 bilhões. Queriam renovar subsídio para fazer carro para vender. Agora, tem a concorrência também... Chinesa, entre outras. Saiu porque, em um ambiente de negócio, quando você não tem lucro, você fecha", disse o presidente.

Ontem, em entrevista à CNN Brasil, o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) afirmou que se surpreendeu com a decisão. "Não é uma notícia boa. Acho que a Ford ganhou bastante dinheiro aqui, no Brasil, né? Me surpreende essa decisão [de deixar o Brasil] que foi tomada pela empresa, que está há mais de 100 anos no Brasil, desde 1921. Eu acho que a empresa poderia ter retardado isso mais, e aguardado, até porque o nosso mercado consumidor é muito maior do que outros por aí."

Procurada pelo UOL Carros, a Ford afirmou que não se manifestará sobre as declarações do presidente.

Postar um comentário

0 Comentários