PM prepara tropa para cumprimento de decisão judicial que suspendeu atividades não essenciais

Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

PM prepara tropa para cumprimento de decisão judicial que suspendeu atividades não essenciais



A Polícia Militar do Amazonas (PMAM) reuniu grandes comandos da corporação para orientações quanto à decisão judicial que proibiu o funcionamento de atividades não essenciais no estado. No sábado (02/01), o juiz Leoney Figliuolo Harraquian decidiu pela suspensão e determinou o “uso da força policial para o cumprimento” da medida.

As fiscalizações serão reforçadas em todas as zonas de Manaus. De acordo com o subcomandante-geral, coronel Ronaldo Negreiros, a Polícia Militar já vinha se adiantando quanto aos procedimentos de monitoramento e fiscalização, após a alta no número de casos da Covid-19 no Amazonas. Ainda segundo ele, haverá diálogo com a população sobre a necessidade do distanciamento social, mas, nos casos de descumprimento, serão adotadas as medidas cabíveis.

“Para todas as medidas sanitárias determinadas em decreto, e essa última determinada pela Justiça, nós já estávamos com toda a preparação. Ocupamos antecipadamente todo o Centro da cidade para orientar os comerciantes e frequentadores daquela área quanto às medidas restritivas. Esperamos que o diálogo seja possível, como forma de conscientizar. A polícia vai atuar orientando, mas se for necessário, vamos atuar de outra forma”, disse Negreiros.

No sábado, o juiz Leoney Harraquian determinou a suspensão das atividades de estabelecimentos considerados não essenciais pelo prazo de 15 dias, acatando ação do Ministério Público do Estado (MP-AM).

Postar um comentário

0 Comentários