Conecte-se Conosco

Política

Em 2020, federais do AM usaram R$ 2,9 milhões do ‘cotão’; gastos com aeronaves se destacam

Publicado

em

Embora 2020 tenha sido um ano dramático devido a crise pandêmica do novo coronavírus no país, que afetou, sobretudo, as finanças da população, deputados federais do Amazonas usaram, juntos, um total de R$ 2.975.896,33 da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap), mais conhecida como “cotão”.

Marcelo Ramos, do PL; Silas Câmara, do Republicanos, e Sidney Leite, do PSD, são os três parlamentares que mais gastaram recursos da verba de ressarcimento, apesar das sessões legislativas estarem sendo realizadas de forma híbrida, na Câmara dos Deputados.

No total, Marcelo Ramos, que agora é vice-presidente da casa legislativa, gastou R$ 526.021,04. No mês de julho de 2020, o deputado usou R$ 51.089,01 da cota. Naquele mês, entre os gastos, R$ 5 mil foram em fretamento de aeronaves. O segundo mês que o parlamentar mais utilizou a cota foi setembro, num total de R$ 55.210,49, sendo R$ 14 mil em fretamento de aeronaves.

O segundo que mais utilizou o cotão foi Silas Câmara. Ao longo do ano, o deputado gastou R$ 508.179,54. Sendo que desse montante, R$ 206.050,00 foi gasto em fretamento de aeronaves. No mês de dezembro, quando registrou um gasto total de R$ 72.947,21, o deputado gastou R$ 49 mil em aluguel de aeronaves.

Ocupando o terceiro lugar no ranking dos que mais utilizou o cotão, Sidney Leite registrou gastos totais de R$ 504.255,63. Conforme dados extraídos do site da Câmara dos Deputados, setembro foi o mês que o parlamentar mais gastou recursos, um total de R$ R$ 160.386,85. Com o fretamento de aeronaves, por exemplo, ao longo do ano, ele gastou R$ 282,6 mil. Só em dezembro, foram R$ 82,5 mil com o serviço.

José Ricardo ocupa a quarta vaga com mais gastos da verba de ressarcimento, utilizando R$ 396.846,82. Em julho, foram R$ 46.489,14, o segundo mês que mais gastou. Dezembro foi o mês que o parlamentar mais utilizou a verba, foram R$ 78.457,35.

Menos ‘gastadores’

Alberto Neto, do Republicanos, garante a quinta colocação no ranking. Ao longo de 2020, ele usou um total de R$ 319.429,36. O mês que o parlamentar mais gastou foi dezembro, quando registrou R$ 80.951,34.

Atila Lins, do PP, usou R$ 258.291,02 do cotão ao longo do ano. O mês de outubro, foram gastos de R$ 40.655,91, sendo R$ 26 mil com aluguel de aeronaves.

O delegado Pablo Oliva, do PSL, ocupa a sétima colocação e gastou R$ 233.804,37. Em maio, um mês após o primeiro caso da Covid-19 no Amazonas, o parlamentar usou R$ 33.066,36 e o segundo mês que mais utilizou a verba foi outubro, quando registrou gastos de R$ 22.018,96.

Bosco Saraiva, do Solidariedade, fecha a lista com gastos totais de R$ 229.068,55 do cotão. O mês de dezembro, quando foram usados R$ 119.465,10, segundo registro no site da Câmara, foi o mês que ele mais gastou.

Os dados foram extraídos do site da Câmara dos Deputados.

Álik Menezes, para O Poder

Foto: Divulgação