Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Ministério da Saúde: Tanque com 90 mil metros cúbicos de oxigênio já está em Manaus



Manaus — Já está em Manaus o tanque com 90 mil metros cúbicos de oxigênio, que vai abastecer os hospitais da cidade e unidades de saúde do interior do Amazonas. Essa é a maior carga de oxigênio líquido já transportada por via marítimo-fluvial, em uma operação que envolveu a Marinha do Brasil, a Petrobras e a empresa White Martins. A partir de agora, o tanque retornará de forma contínua à Belém, para ser reabastecido e trazido de volta a Manaus, garantindo um ciclo mais seguro no abastecimento do produto.

A operação faz parte da estratégia para equalizar o abastecimento de oxigênio da rede hospitalar do Amazonas, traçada pelo comitê de crise instalado pelo Ministério da Saúde (MS) em Manaus, no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC).

A capital amazonense apresentou, no mês de janeiro, um crescimento de 300% do consumo do produto e isso provocou um colapso no abastecimento, que está sendo enfrentado por operações realizadas por estradas, rios e em aviões, transportando o produto para Manaus.

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, vem conduzindo as ações para a solução da crise, não somente com as operações de abastecimento, mas também com a instalação, nos hospitais, de usinas de produção de oxigênio. Dessa forma, espera diminuir a dependência das unidades de saúde do abastecimento externo.

A carga da White Martins chegou a Manaus no Porto Encontro das Águas, neste sábado (06/02), às 14h, depois de percorrer 4,4 quilômetros por mar, de São Paulo a Belém, e mais 1,6 quilômetro por rio, de Belém a Manaus, e foi recebida pelo superintendente do Ministério da Saúde no Amazonas, Paulo Ricardo Lima Loureiro.



No primeiro percurso, a carga foi transportada pelo Navio-Patrulha Oceânico. No segundo percurso, depois de içado e transferido para uma balsa dedicada, com capacidade de carga de 500 toneladas e de passar pelo processo de resfriamento, o tanque foi abastecido com oxigênio líquido. A balsa seguiu com destino a Manaus, com escolta do P121 e do Navio-Patrulha Fluvial Roraima, da Marinha.

A operação para trazer o tanque até Manaus contou também com o apoio das empresas Petrobras, Santos Brasil, Ecovias e Companhia Docas do Pará (CDP), segundo informou a White Martins.

Já aportado em Manaus, o oxigênio está sendo transferido para veículos menores da White Martins, que conseguem acessar os hospitais e fazer o abastecimento do produto. A operação deve durar até três dias. Assim que os veículos são abastecidos com oxigênio, eles são direcionados para distribuição do produto na região.

De acordo com a empresa, após a retirada do produto em Manaus, o tanque permanecerá embarcado na balsa e retornará ao Porto de Belém, para que a operação seja repetida, continuamente, enquanto for necessário.

Fotos: Caio de Biasi/Especial para o Ministério da Saúde

Postar um comentário

0 Comentários