Conecte-se Conosco

Amazonas

Sepror realiza reunião virtual de alinhamento para Curso de Capacitação Profissional

Publicado

em


Os alunos irão atuar nas cadeias produtivas animal e vegetal para desenvolvimento do setor primário 

A partir do dia 25 de março a Secretaria de Produção Rural (Sepror) inicia o ‘Curso de Capacitação Técnica em Gestão das Cadeias Prioritárias Animal e Vegetal Para o Desenvolvimento do Setor Primário do Estado’, com Aula Magna proferida pelo general Algasir Polsin, superintendente da Suframa. O primeiro módulo começa no dia seguinte. Nos dias 9 e 10 de março o titular da Sepror, Petrúcio Magalhães Junior realizou duas reuniões virtuais, sendo a primeira com alunos que farão o curso, e a outra de alinhamento com palestrantes, instrutores e a comissão de seleção do projeto.

Petrucio Magalhães Junior comentou sobre as primeiras cadeias produtivas escolhidas para fazer parte da grade do curso, após consultas a todos os órgãos envolvidos no planejamento e execução do projeto. O secretário destacou que foram escolhidas 10 cadeias produtivas, sendo cinco de cada área, animal e vegetal, consideradas de maior relevância, no momento vivido pelo Amazonas nesta época de pandemia. “Mas todas as demais cadeias produtivas não deixam de ser importantes e farão parte das próximas edições do curso, cuja tendência é ser realizado anualmente pelo governo amazonense, por meio da Sepror, abrangendo muitas outras turmas de alunos, dentro de suas especializações”, disse.

Coordenado pelo Departamento Pedagógico da Sepror, participam desta primeira edição do curso o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), Agência de Defesa Agropecuária e Florestal (Adaf), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Companhia de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Ciama) e Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), que contribuem com o desenvolvimento do projeto.

Ao final do curso, os alunos deverão apresentar projetos de apoio aos produtores rurais em suas respectivas áreas de atuação. Todos os trabalhos serão analisados pela Ciama, Embrapa e Ufam, quanto ao grau de importância, viabilidade de recursos e possibilidade de execução imediata pelo governo, e os autores serão premiados. A certificação de conclusão será feita pelo Cetam.

Os 30 alunos participantes são todos do Sistema Sepror, atuando em vários municípios. Foram divididos em duas turmas de 15 alunos cada, sendo uma turma da cadeia produtiva animal, e outra da vegetal (levando em consideração todas as recomendações de segurança e combate à pandemia da Covid-19). Cada turma vai ter aulas teóricas (virtuais e presenciais) e práticas de campo (assim que a situação de controle do Coronavírus permitir, seguindo orientações das autoridades sanitárias).

Dentro da cadeia produtiva animal estão as produções Bovino de Corte, Bovino de Leite, Bubalinos, Pirarucu e Tambaqui. Na cadeia produtiva vegetal o foco serão as produções de Cupuaçu, Mandioca, Abacaxi, Castanha e Açaí. Durante o curso os alunos terão aulas virtuais, presenciais e atividades de campo, com visitas técnicas a áreas de atuação da Embrapa no estado de Rondônia.

“Estamos saindo da retórica do discurso, com apoio de parceiros com atuação e conhecimento pleno da realidade do setor primário amazonense, para de fato interiorizar o apoio ao produtor rural.  Isto é parte do programa Agroamazonas, do governo do Estado, a formação de recursos humanos que possam ajudar o produtor a ter condições de acessar efetivamente o crédito rural e a usufruir de meios tecnológicos hoje disponibilizados, inclusive, pela Embrapa, que soma conosco neste projeto”, destacou Petrucio Junior.

Duração do curso – Serão 152 horas/aula, divididas em 64 horas de aulas teóricas e 88 horas de aulas práticas, período em que haverá também oficinas, ciclos de palestras e intercâmbio.

Fonte: Governo AM

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *