Conecte-se Conosco

Amazonas

Equipes da DEHS prendem suspeito de homicídio ocorrido em janeiro deste ano, em um hotel no bairro Centro

Publicado

em


A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), prendeu na segunda-feira (22/03) um homem identificado como Alexandre Sousa, conhecido como “Jericó”, principal suspeito do homicídio de Juvenal Silveira Sobrinho, que tinha 33 anos. O crime ocorreu no dia 23 de janeiro deste ano, em um hotel localizado na rua Lima Bacuri, no bairro Centro, zona sul da cidade.

O delegado Charles Araújo, titular da DEHS, informou que, após o crime, as equipes iniciaram as investigações e descobriram, por meio das imagens das câmeras de segurança, que a vítima chegou ao hotel na noite do dia 22 de janeiro, por volta das 21h30. Em seguida, saiu e retornou para o quarto por volta das 2h, já acompanhado do indivíduo, que trajava uma camisa vermelha.

“Na manhã do dia 23 de janeiro, ‘Jericó’ saiu do hotel e retornou vestido com uma camisa de cor preta. Após alguns minutos no quarto, ele desceu até a recepção e saiu do local. Por volta das 7h30 do mesmo dia, uma camareira do hotel encontrou sangue saindo do quarto e ao entrar se deparou com o corpo de Juvenal já sem vida”, explicou Araújo.

Conforme a autoridade policial, as provas indicam possível latrocínio, sendo inclusive premeditado. Dessa form, foi solicitada à Justiça pela prisão temporária do infrator. Foram realizadas várias buscas e, ao perceber que a polícia estava à sua procura, “Jericó” fugiu para Santarém, no Pará.

“Com base nas informações obtidas, nós nos deslocamos ao município nesta segunda-feira (22/03) e conseguimos efetuar a prisão dele. Durante depoimento, ‘Jericó’ informou que a motivação do crime seria um desentendimento com Juvenal, que resultou em vários golpes de faca na vítima, que não resistiu e veio a óbito”, relatou o titular da DEHS.

Procedimentos – O indivíduo irá responder por homicídio. Ao término dos trâmites cabíveis na DEHS, ele será levado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde permanecerá à disposição da Justiça.

Fonte: Governo AM

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *