Cantor amazonense Doreto lança EP com músicas que valorizam os Ritmos do Norte

Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Cantor amazonense Doreto lança EP com músicas que valorizam os Ritmos do Norte



O cantor e compositor amazonense Doreto, lança na próxima sexta-feira (02/04), tanto em formato físico, quanto nas principais plataformas digitais de música, seu mais recente projeto, o EP intitulado “Farinha”, que contará com cinco (05) canções autorais.

Inspirado na musicalidade de diversos artistas, como Félix Robatto, Silvan Galvão, Banda Alaídenegão, Duda Beat e Johnny Hooker, o EP “Farinha” apresenta linguagem e o cotidiano do norte e do nortista. Doreto tem sua trajetória enraizada no cotidiano regional, e sua sonoridade está conectada às riquezas e diversidade do Norte do Brasil, em especial pela Amazônia, já vistos em "Versus de Mim" (2018) ou "Me Invada", EP lançado em setembro de 2020.



“O resultado deste trabalho ficou exatamente como idealizamos para este EP, com uma linguagem popular, conhecida por todos nós que amamos o Norte, que quando tocado, em qualquer parte do mundo, as pessoas vão se identificar e saber exatamente sobre qual região estamos cantando. A identidade musical do “Farinha” é muito forte e fácil de se assimilar e integrar. Com ritmos populares do Brega, Carimbó, Toada de Boi-bumbá, brega Funk e toda a musicalidade do Beiradão, não tem como ficar parado, afirma Doreto.

O EP “Farinha” possui cinco faixas: "A metade é Osso", "Viagem Nortista", "Farinha", "Patifaria" e "X-Caboquinho". O projeto contou com os arranjos de renomados artistas Nortistas como Júnior Castro e Adriano Dourado, e teve na produção musical Renan Pereira do Studio Áudio Music.

O EP “Farinha” estará disponível no Spotify, Deezer, iTunes e outras plataformas, a partir das 08h, da próxima sexta-feira (02/04). O projeto “Gravação do Ep ‘Farinha’ do artista Doreto e Gravação do Clipe Musical da faixa Farinha” foi contemplado no Edital Cultura Criativa/ Lei Aldir Blanc- Prêmio Encontro das Artes - da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Amazonas – SEC, na Modalidade Produção Artística.



Postar um comentário

0 Comentários