Nejmi Aziz participa de reunião sobre a vacina do HPV e ampliação do serviço de conização

Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Nejmi Aziz participa de reunião sobre a vacina do HPV e ampliação do serviço de conização



O retorno da vacina contra o Papilomavírus humano (HPV) para as adolescentes de 9 aos 14 anos, nas escolas da redes públicas estadual e municipal, a ampliação do serviço de conização (remoção de lesões pré-cancerígenas) em Manaus e implantação de cinco pólos de conização no interior do Amazonas foram os pleitos defendidos pela deputada Nejmi Aziz (PSD), junto ao governador Wilson Lima (PSC), nessa quinta-feira (4), na sede do Governo, no bairro Compensa 2, Zona Oeste da Capital. Na agenda estavam presentes o diretor-presidente da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (Fcecon), Gerson Antônio dos Santos Mourão e a gerente do serviço de Ginecologia da Fundação, Mônica Bandeira de Melo.

O foco do encontro foi o fortalecimento da política de saúde na prevenção do câncer de colo do útero no Amazonas, motivada pelo movimento estadual ‘Março Lilás’, que alerta para a conscientização e combate a esse tipo de câncer que é o de maior incidência no Estado. Na ocasião, o governador, sensível ao pleito da população amazonense, se comprometeu em, tão logo as prioridades da pandemia de Covid-19 sejam sanadas, realizar a retomada da vacinação contra o HPV, nas escolas públicas estaduais e municipais.

Wilson Lima também assinalou positivamente na ampliação dos serviços de exames oferecidos na rede de saúde e ao tomar conhecimento da necessidade da ampliação do serviço de conização em todo Estado prometeu estender o serviço para mais uma unidade de saúde na capital e implantar no interior, por meio de cinco polos em Itacoatiara (distante 176 km de Manaus em linha reta), Manacapuru (68 km), Parintins (369 km), Tabatinga (1.108 km) e Tefé (523 km).

“Nossas ações de saúde estão concentradas no coronavírus mas não podemos esquecer outras áreas, porque temos outras doenças que matam e estamos trabalhando para avançar na política de assistência e saúde da mulher na capital e no interior. Estamos tocando projetos para ampliar serviços e essa reunião aqui foi importante para que possamos alinhar isso”, afirmou o governador.

Para a deputada Nejmi Aziz, a agenda é oportuna por tudo que representa o mês da campanha ‘Março Lilás’ para as conquistas no campo feminino e da saúde da mulher no combate ao câncer de colo do útero, o que mais mata mulheres no Amazonas. Nejmi destacou a importância que o governador deu demonstrando o comprometimento com este tema tão importante para a população amazonense.

“Estou preparando um requerimento que será protocolado na Assembleia Legislativa solicitando ao governador o retorno da vacinação contra HPV e a ampliação em Manaus e implantação no interior do estado do serviço de conização em unidades de saúde preparadas para o procedimento. Será um fortalecimento na saúde para toda a população do Estado”, destacou a deputada Nejmi. A conização é um pequeno procedimento, mas fundamental para salvar vidas, e que serve tanto como exame de diagnóstico de lesões no colo do útero quanto para o tratamento das alterações. Essas lesões geralmente são provocadas pelo HPV.

A gerente do serviço de Ginecologia da FCecon, Mônica Bandeira de Melo, destacou a importância da vacina contra o HPV, principalmente nas escolas, e apresentou o projeto “Ver e Tratar” que propõe levar a conização para 5 polos no interior do Amazonas, além de aumentar em mais uma unidade de saúde de Manaus a realização do procedimento para dividir a demanda com a Fundação Cecon que é a única unidade a realizar a conização no estado. “O HPV é um vírus adquirido sexualmente que causa câncer de colo uterino, câncer de pênis, câncer de ânus, câncer de vagina e orofaringe, e a gente tem como evitar”, disse a médica, que, juntamente com a deputada Nejmi Aziz, apresentou projeto para resgatar a vacina contra o HPV nas escolas, tendo em vista a baixa procura nos postos municipais de vacinação, não só no Amazonas, mas em todo o país.

Meninas dos 9 aos 14 anos e meninos dos 11 aos 14 anos podem ser vacinados. Hoje, essa imunização gratuita é oferecida nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) em duas doses.

Conização pode salvar vidas

Conização é um procedimento no qual se coleta amostra para biopsia, mas que também é empregado para remover lesões pré-cancerígenas que foram diagnosticadas previamente no papanicolau oferecido pela rede de Atenção Básica. Em 2019 a Fcecon realizou 575 procedimentos desse tipo, 234 a mais que a quantidade realizada em 2018. Ano passado, o setor que realiza o procedimento ficou três meses e meio sem realizar conizações devido à pandemia de Covid-19 e, em função disso, o número de procedimentos teve redução.

Foto: Diego Peres/Secom

Postar um comentário

0 Comentários