David suspendeu 40 mil planos de saúde e pode ser responsável por aumento de mortes por Covid-19 em Manaus

Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

David suspendeu 40 mil planos de saúde e pode ser responsável por aumento de mortes por Covid-19 em Manaus



Em nova denúncia publicada na Revista Cenarium, o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), seria um dos principais responsáveis para o aumento da segunda onda de Covid-19 na capital. Isso porquê o ele suspendeu, em janeiro deste ano, o plano de saúde de mais de 40 mil servidores da Prefeitura de Manaus para os atendimentos de urgência e emergência no Hospital Check UP, sendo este o único que atendia para os dois tipos de procedimentos

Ao deixar os servidores sem planos de saúde, o prefeito teria contribuído de forma irresponsável para agravar os casos de servidores e familiares que estariam infectados pelo novo coronavírus.

Ainda segundo a matéria, o "número de servidores municipais de Manaus, que está sem plano de saúde para os casos hospitalares, representa a quantidade de funcionários que aderiram ao credenciamento da Manausmed, pasta que cuida do atendimento médico dos trabalhadores da prefeitura. Segundo os servidores, apesar da suspensão do atendimento, o desconto do plano é feito “rigorosamente” nos contracheques".




Postar um comentário

0 Comentários