Segurança do Sumaúma Park Shopping arrasta criança que pedia dinheiro e comida

Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Segurança do Sumaúma Park Shopping arrasta criança que pedia dinheiro e comida



Revolta e indignação! Esse é o sentimento de de vária pessoas que assistem ao vídeo - que está sendo virilizado nos grupos de Whatsapp-, onde mostra um segurança do Sumaúma Park Shopping, arrastando pelos braços, supostamente um menino que, segundo informações do shopping, estaria "incomodando" os clientes na Praça de Alimentação, supostamente pedindo dinheiro e comida.

O fato ocorreu na noite desta terça-feira (28), na praça de alimentação do shopping, situado na Avenida Noel Nutels, zona Norte de Manaus e, segundo informações, já foi comunicado ao Conselho Tutelar da Zona Norte que teria informado que tomará as devidas providências, além de exigir a demissão imediata do segurança.

O que mais revoltou os internautas é que, além de arrastar a suposta criança, o segurança sequer respeita a presença da outra criança, que desesperadamente, corre atrás aos gritos. A truculência do funcionário mostra o despreparo para exercer as atividades dentro do local.

O vídeo foi gravado por um frequentador e está gerando revolta nos manauaras que estão se manifestando pedindo a demissão do segurança que, segundo nota do shopping, seria o chefe de segurança do local.

Versão do Sumauma Park

De acordo com informações do shopping, as crianças estariam incomodando os clientes. Ao ser abordada pelo segurança, "a mulher" (o shopping se refere a uma mulher) teria se descontrolado e passou a agredir o funcionário, além de cuspir em seu rosto.

Veja o vídeo:


Nota de Esclarecimento do Sumauma Shopping

O Sumaúma Park informa que nesta terça-feira (27), clientes começaram a ser incomodados por uma mulher adulta, ainda não identificada, quando a equipe de segurança orientou que a mesma deixasse o local.

Porém, a mulher em questão se descontrolou e começou a agredir o segurança, chegando a cuspir em seu rosto e sendo em seguida retirada de forma inapropriada e fora dos padrões dos treinamentos realizado pela empresa.

O Sumaúma reforça que não compactua com a atitude do funcionário e que vai reforçar o treinamento de suas equipes. Além disso, segue investigando o caso.


Postar um comentário

1 Comentários