Wilker critica Governo por pagar as promoções da Polícia Militar só em 2022

Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Wilker critica Governo por pagar as promoções da Polícia Militar só em 2022



Em reunião com deputados estaduais da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), nesta quinta-feira (13), o Comandante-Geral da Polícia Militar do Estado do Amazonas (PMAM), Coronel Ayrton Norte, disse aos parlamentares que o pagamento das promoções dos oficiais da Polícia Militar, que receberam a promoção na carreira, no mês de fevereiro deste ano via Diário Oficial (DOE), só sairá do ‘papel’ e seguirá para o contracheque da corporação a partir de 2022. Para Wilker Barreto (Podemos), a categoria foi iludida e a ação está rendendo prejuízos.

“O comandante confirmou que quando o governador deu o aumento, sabia que não pagaria em 2021. Ora, como é que ele dá as promoções, publica em Diário Oficial, e depois republica dizendo que os efeitos financeiros são para janeiro de 2022? Em nenhum momento ele falou para a tropa que os efeitos seriam para o outro ano, e hoje temos major na reserva ganhando como tenente na ativa”, criticou Barreto.

Resultado do requerimento da convocação feita pelo deputado Wilker Barreto, a reunião ainda revelou que o Governo do Amazonas vai reeditar o decreto do dia 16 de fevereiro, que concedia as promoções a 1.314 policiais na próxima terça-feira (18). Diante disso, o deputado afirmou que irá buscar soluções para amenizar o impacto à PMAM.

“Isso é grave e nós vamos convidar a Casa Civil e a Procuradoria Geral do Estado (PGE) para encontrarmos uma solução, pois eu entendo que os efeitos da Lei Federal nº 173 não alcança a lei anterior. Isso é a consequência de quando você não faz gestão”, ponderou o parlamentar.

Abono fardamento

Outra cobrança feita pelo parlamentar foi o pagamento do abono fardamento aos policiais militares. De acordo com coronel Norte, o benefício começará a ser pago a partir do mês de junho. Wilker Barreto frisou que irá acompanhar e fiscalizar a ação. “Segundo o comandante, o Governo prometeu pagar em junho e ficaremos atentos em relação à isso, porque eu falei que o problema do Governo não é orçamento, é gestão”, finalizou.


Texto: Dayson Valente

Postar um comentário

0 Comentários