Conecte-se Conosco

Aleam

Dep. João Luiz irá encaminhar ao TCU dados sobre a precariedade dos serviços de telefonia/internet no Amazonas

Publicado

em

Deputado João Luiz

A precariedade dos serviços de telefonia/internet no Amazonas voltou a ser discutida durante sessão híbrida da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) nesta terça-feira (6). A pauta foi suscitada pelo deputado estadual João Luiz (Republicanos) que, como presidente da Comissão de Defesa do Consumidor (CDC/Aleam), irá encaminhar a situação ao Tribunal de Contas da União (TCU) para que seja cobrada das operadoras a expansão dos serviços para o interior do Estado.

De acordo com o parlamentar, a telefonia tem sido pauta recorrente tanto na Casa Legislativa quanto no Congresso, discutida pelo deputado federal Silas Câmara (Republicanos).

“Já realizamos audiências públicas e reuniões técnicas para debater, discutir e cobrar das operadoras melhorias e qualidade dos serviços de telefonia/internet para o Estado. Participamos, inclusive, de uma audiência pública no Congresso, de iniciativa do deputado federal Silas Câmara que, inclusive, reuniu hoje com a direção da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) para levar a problemática e cobrar providências à reguladora”, informou João Luiz, ao afirmar que, essa situação de precariedade dos serviços já ultrapassou o limite do suportável por parte dos amazonenses, principalmente, os do interior do Estado.

João Luiz informou que irá solicitar uma audiência com a presidente do TCU, a ministra Ana Arraes, para expor toda a situação precária dos serviços de telefonia e internet prestados pelas operadoras no Amazonas.

“Já solicitamos medidas mais rígidas por parte da Anatel. Cobramos e demos prazos para que as operadoras apresentem um plano de expansão. E, agora, vamos buscar uma solução no TCU. Iremos solicitar que o TCU obrigue as operadoras a expandir um serviço de qualidade para o interior do Estado”, declarou o Republicano.

Durante pronunciamento, João Luiz foi aparteado pelo deputado Wilker Barreto (Podemos), que lamentou a ausência de uma fiscalização mais rígida da Anatel em relação às operadoras.

“As operadoras agem de má fé com os consumidores amazonenses, se aproveitam da humildade dos nossos irmãos do interior e vendem serviços que não existem. Isso prejudica a economia e o desenvolvimento do nosso Estado. Por isso, esse tema não pode sair da nossa pauta”, disse Barreto.

Visita ao interior
De posse de um relatório sobre as operações das telefônicas no Amazonas, João Luiz voltou a convidar as empresas para uma visita in loco aos municípios do interior do Estado. “Queremos que os representantes das operadoras visitem as cidades amazonenses e verifiquem, in loco, a qualidade dos serviços prestados. Nossa meta é fazer uma comparação com os pacotes ofertados e vendidos aos consumidores com o serviço que é prestado de fato”, concluiu o parlamentar.

Texto: Jeane Glay
Foto: Mauro Smith