Conecte-se Conosco

Aleam

Dep. João Luiz propõe criar comissão para acompanhar fiscalização federal dos serviços de telefonia no Amazonas

Publicado

em

Para atuar em conjunto com a Câmara Federal, o deputado estadual João Luiz (Republicanos) propôs a criação de uma Comissão de Representação Externa na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) nesta quarta-feira (7). Por meio desta comissão, a Casa Legislativa poderá acompanhar a fiscalização federal, in loco, dos serviços de telefonia nos municípios do interior do Estado.       
Ao justificar a proposta, João Luiz explicou que, após reunião com a direção da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), na última terça-feira (6), o deputado federal Silas Câmara (Republicanos) requereu, na Câmara Federal, a criação da Comissão Externa Temporária para que representantes de órgãos federais como o Tribunal de Contas da União (TCU), Ministério das Telecomunicações, Anatel e Telebrás venham ao Amazonas para fiscalizar a qualidade dos serviços prestados pelas operadoras de telefonia e internet nos municípios do interior do Estado. 
“Nós também estamos solicitando a criação de uma Comissão de Representação Externa para que possamos, junto à Câmara Federal, acompanharmos a atuação desses órgãos federais nos municípios amazonenses. Queremos que os órgãos constatem a precariedade dos serviços e ver o quanto o povo do interior do Amazonas vem padecendo sem sinal de comunicação adequado”, justificou João Luiz.     
O parlamentar afirmou, ainda, que espera contar com o apoio dos pares na criação desta comissão. “Como a precariedade da telefonia no Estado tem sido uma pauta recorrente na Casa, tenho certeza de que os pares, além de apoiar, irão colaborar como membros desta comissão a ser criada. Desta forma, vamos poder acompanhar de perto a fiscalização dos órgãos”, ressaltou João Luiz.
Para o Republicano, que frequentemente visita os municípios do interior, a precariedade dos serviços de telefonia e internet é fato consumado, por isso, para contrapor as operadoras sobre a cobertura ofertada, já as convidou para fazer as visitas in loco.
“As operadoras afirmam que a cobertura no interior é satisfatória, e sabemos que isso não condiz com a realidade. Queremos que os representantes das telefônicas visitem as cidades amazonenses e verifiquem, in loco, a qualidade dos serviços prestados. Nossa meta é fazer uma comparação com os pacotes ofertados e vendidos aos consumidores com o serviço que é prestado de fato”, concluiu o parlamentar. 

Texto: Jeane Glay

Foto: Mauro Smith