Conecte-se Conosco

Entretenimento

Fim de semana: confira oito séries sobre crimes reais para ver na Netflix

Publicado

em

Crimes reais têm servido de inspiração para várias obras do entretenimento mundial. Aos poucos, um gênero que era pouco visitado virou uma febre mundial: o true crime. Documentários buscam recontar casos emblemáticos propondo um novo olhar aos acontecimentos. No catálogo da Netflix, há uma série de produções do estilo true crime.  Confira oito atrações para quem gosta do gênero:

1. Elize Matsunaga: Era uma Vez um Crime Pela primeira vez após o caso, Elize quebra o silêncio em entrevista para a produção documental que, além de trazer o seu depoimento, escuta familiares e colegas dela e da vítima, além de especialistas que acompanharam as investigações – incluindo jornalistas, advogados de defesa e acusação e peritos criminais. A série, que conta com quatro episódios de 50 minutos cada, revisita o passado de Elize, desde sua infância em Chopinzinho, pequena cidade do Paraná, até o conturbado relacionamento com o empresário antes do assassinato.

2. Bandidos na TV : Bandidos na TV conta a história real do apresentador de televisão de Manaus Wallace Souza, acusado de matar em busca de audiência e usar o próprio programa policial para acobertar seus crimes.

3. Cena do CrimeMistério e Morte no Hotel Cecil: Do diretor Joe Berlinger (Conversando com um serial killer: Ted Bundy, Paradise Lost), Cena do Crime – Mistério e Morte no Hotel Cecil é a primeira temporada de uma nova série documental que desconstrói a mitologia e os mistérios em torno de locais infames de crimes contemporâneos. Há quase um século, o Hotel Cecil, no centro de Los Angeles, é associado a algumas das mais notórias atividades da cidade, de mortes prematuras a hóspedes serial killers. Em 2013, a universitária Elisa Lam estava hospedada no Cecil quando desapareceu, iniciando um frenesi na mídia e mobilizando uma comunidade global de detetives internéticos ansiosos para solucionar o caso.

4. Jeffrey Epstein: Poder e Perversão Nos eventos que o levaram à prisão em 2019, o enigmático e poderoso Jeffrey Epstein foi acusado de abusar sexualmente de mulheres e meninas por várias décadas, formando um grupo de asseclas para ajudá-lo a praticar e encobrir crimes. De origem humilde, Epstein conseguiu mentir e manipular até chegar ao topo do mundo financeiro, onde acumulou riqueza e poder, além de gerenciar um esquema de tráfico sexual em vários países. Nem mesmo o acordo secreto feito com o governo americano em 2008 para evitar uma provável condenação à prisão perpétua impediu que os abusos continuassem. Os relatos assustadores das mulheres que acusam Epstein são as principais vozes desta série documental em quatro episódios de Lisa Bryant.

5. Don’t Fuck With Cats – Uma Caçada On-line Uma figura misteriosa com um capuz verde-escuro mata dois gatinhos e publica o vídeo na internet. A web vai à loucura, e um grupo de detetives amadores on-line se reúne para encontrá-lo. Em um jogo perigoso de gato e rato, cada clique incentiva o agressor a postar vídeos ainda mais perturbadores, até publicar o derradeiro. Desta vez, a vítima é humana. Dos produtores de O Impostor e Silk Road, a série documental traz história verdadeira e apavorante de um assassino tão consumido pela busca da fama, que quebra a primeira regra da internet: DON’T F**K WITH CATS.

6. Making a Murder: Filmado por 13 anos, esse suspense acompanha a história real de dois homens acusados por um crime terrível que talvez eles não tenham cometido.

7. O Desaparecimento de Madeleine Mccann: O documentário aborda de forma detalhada o caso da desapariceminto da pequena Madeleine McCann, que tinha três anos quando sumiu de um resort na Praia de Luz, no sul de Portugal, durante as férias com a família. A história repercutiu no mundo todo e colocou em ação coordenada a polícia portuguesa e a Scotland Yard numa grande investigação que se tornaria o caso mais famoso de criança desaparecida da história do Reino Unido.

8. Conversando com um Serial Killer: Ted Bundy A produção coloca pela primeira vez sob os holofotes a mente doentia do assassino Ted Bundy. O inquietante documentário apresenta de forma inédita entrevistas assustadoras com o criminoso apelidado de “Jack, o Estripador dos Estados Unidos”. A série documental gira em torno de um homem cuja personalidade, boa aparência e simpatia desafiaram o estereótipo do assassino em série, o que lhe permitiu se esconder à vista de todos enquanto cometia violentos crimes sexuais. Até sua captura, em 1978, Bundy matou mais de 30 mulheres. Durante seu julgamento, ele recebeu demonstrações de adoração por parte de mulheres americanas, o que tornou os crimes ainda mais perturbadores.

Fonte: Agora RN