Conecte-se Conosco

Prefeitura

Prefeitura fecha parceria para o programa ‘Salto: Aceleradora de MEIs’

Publicado

em

Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), e do Fundo Municipal de Fomento à Micro e Pequena Empresa (Fumipeq), apoiará neste segundo semestre de 2021, Microemprendedores Individuais (MEIs), por meio do programa “Salto: Aceleradora de MEIs”. A iniciativa vai proporcionar a capacitação gratuita a 200 MEIs de Manaus, dos mais diversos segmentos. O programa é operado pela Impact Hub Manaus, organização que trabalha para o fomento de empreendedorismo e inovação social.

O programa busca o crescimento da atuação do MEI em médio prazo, proporcionando aumento de clientes, incremento de sua renda, geração de novos empregos e, consequentemente, aquecimento da economia na região.

“Estamos trabalhando o programa Salto, a fim de oportunizar aos microempreendedores individuais da cidade uma chance de tornar seu negócio mais viável. Será um programa com uma ementa de grande valia. Preparamos toda uma programação voltada a viabilidade dos seus negócios, a mentoria e a aceleração. A Semtepi vem trabalhando dentro do direcionamento do prefeito David Almeida, para a  recuperação econômica de Manaus”, destaca o secretário da Semtepi, Radyr Júnior.

Em 2020 foram mais de 500 MEIs acelerados pelo programa nas cidades de Tefé, Itacoatiara e Manaus, em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-AM) e prefeituras locais. Os MEIs que fizeram parte do programa conquistaram ao todo 9.727 novos clientes e geraram 55 novos empregos para o Estado.

Etapas

O projeto será dividido em quatro turmas com 50 participantes cada uma, com duração de três meses, divididos em três etapas ou saltos, concepção que dá nome ao projeto. Na primeira etapa, o empreendedor receberá mentorias direcionadas ao “Eu Empreendedor”, a fim de aflorar neste a consciência e a mentalidade empreendedora.

Na segunda etapa, o foco será dado à atividade exercida pelo empreendedor, de modo que serão levantadas quais melhorias precisam ser feitas, para que ele obtenha resultados positivos, e como colocá-las em prática. Na terceira etapa, o objetivo é orientar o empreendedor para o crescimento do seu negócio, e como captar mais clientes e aumentar a escala.

O Salto combina elementos de ponta do mundo das incubadoras e aceleradoras de negócios com um grande foco na aprendizagem peer to peer, no uso das novas mídias e no desenvolvimento pessoal de cada microempreendedor. Juntando três fases bem distintas, o Salto aborda uma vasta gama de tópicos com uma metodologia centrada na diversidade dos participantes.

Ao final do projeto é realizado um evento de certificação e apresentação de MEIs representantes das turmas. Esse momento é conhecido como Demoday e conta com a entrega dos certificados aos participantes, bem como premiação simbólica a MEIs destaques das turmas. Por meio do Salto, o cliente MEI aumenta o comprometimento com o próprio negócio e a identificação com o mesmo. Os indicadores de crescimento do negócio são o faturamento, o número de membros da equipe e o número de clientes/parceiros.

Aceleradora

A metodologia do Salto, desenvolvida pelo Impact Hub, combina elementos de ponta do mundo das incubadoras e aceleradoras de negócios, com foco no uso das novas mídias e no desenvolvimento profissional e pessoal. Toda técnica é adaptada ao microempreendedor individual, buscando acelerar o seu crescimento de forma sustentável. Em 2020 foram 4.281 MEIs inscritos no programa, de mais de cem cidades diferentes do Brasil. Na próxima semana, por meio da Semtepi, será lançado o link de inscrição para o microempreendedor interessado em fazer parte do projeto.

Texto – Felipe Brandão / Semtepi