Conecte-se Conosco

Polícia

Sete estabelecimentos foram autuados e casa de festas com cerca de mil pessoas foi interditada pela CIF

Publicado

em

Onze estabelecimentos foram fechados pelos agentes da Central Integrada de Fiscalização (CIF) entre a última sexta-feira (16/07) e a madrugada desta segunda-feira (19/07), em Manaus. Ao todo, foram vistoriados 31 locais, entre bares, flutuantes e restaurantes. Sete estabelecimentos foram autuados pelos agentes da CIF.

Na sexta-feira, o Atlético Rio Negro Clube, a quadra da Escola de Samba Vitória Régia e o Açaí Show Club foram autuados pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) por não possuir licença para o funcionamento de som. Os bares da avenida Itaúba, bairro Jorge Teixeira, foram fechados pela CIF, por promover aglomeração de pessoas.

No sábado (17/07), o Bar do Meio, o Rei do Caranguejo, o Bar do Paulo e o Amazonas Cozinha Regional foram autuados pela Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus), após constatação de irregularidades. O Buteco do Parque Dez e Ponto 1000 tiveram suas atividades encerradas pelos agentes da CIF.

No domingo (18/07), a casa de festas Forró de Nós, localizada na avenida do Turismo, bairro Tarumã, na zona oeste, foi interditada pela Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus) e autuada por aglomeração de pessoas, descumprimento dos protocolos e por não possuir licença sanitária. No local, havia cerca de mil pessoas. Os estabelecimentos Almirante Hall e Fire Will também tiveram suas atividades encerradas.

Flutuantes – Sete flutuantes foram fiscalizados pelos agentes, neste domingo (18/07). Os flutuantes Sedutor, Amazônia, Sun Paradise, Salomé, Abaré, Peixe-boi e Restaurante do Doró cumpriam os protocolos no momento da fiscalização. Os agentes da CIF realizaram apenas orientações, de procedimento padrão, nestes locais.

Denúncias – Delações referentes a estabelecimentos comerciais ou festas clandestinas, que descumprem decreto governamental ou apresentem outras irregularidades, podem ser feitas ao 190 ou ao 181, o disque-denúncia da SSP-AM.

FOTOS: Divulgação/SSP-AM

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *