Conecte-se Conosco

Nacional

Polêmica| Conheça a letra do funk ‘Baile de favela’, que embalou a ginasta Rebeca Andrade e está gerando discursões nas redes sociais

Publicado

em

A melodia de “Baile de favela”, funk do MC João, embalou a emocionante apresentação da ginasta Rebeca Andrade, medalha de prata nas Olimpíadas de Toquio, mas… Provocou uma onda de críticas nas redes sociais por conta de seus versos polêmicos. E dividiu opiniões. Para uns, a letra faz apologia do machismo e reproduz a cultura do estupro. Para outros, reproduz a realidade de seu contexto social.

“Eu achei genial levar um funk brasileiro para as Olimpíadas, mas tinha que ser ‘Baile de favela’, que faz APOLOGIA AO ESTUPRO?!?!?!?!”, postou um internauta. “Todo mundo problematizou a letra de ‘Baile de favela’ quando a música foi lançada. Apologia ao estupro, misoginia… Agora estão fingindo demência e enaltecendo”, disse outro.

Lançado em 2015, o funk causou polêmica já nessa época. “Que ela veio quente e hoje eu to fervendo/ Mexeu com o R7 vai voltar com a xota ardendo (vai)”, é um dos seus versos criticados. “E na rua 7 baile de favela/ E os menor preparado pra foder com a checa dela (vai)”, diz outro.

Na ocasião a youtuber Mariana Nolasco resolver fazer uma nova versão para a música, com versos que propõe a igualdade de gênero e maior respeito “com as minas”.

A música alavancou a carreira de João Israel Simeão, o MC João. Também foi um marco na expansão do funk de São Paulo. O clipe oficial no YouTube conta com mais de 230 milhões de visualizações. O sucesso da música, que após mais de cinco anos de seu lançamento continua nas playlists de brasileiros, permitiu que o cantor comprasse uma casa para ele e outra para sua mãe. Hoje, MC João gerencia o escritório “Baile de Favela Records”, aberto em março.

Para Adriana Facina, antropóloga da UFRJ que pesquisa o tema, o principal da música não é isso, “mas sim uma associação das favelas com o baile, o lazer”:

– Se você tira as partes sexualizadas da música, ela se mantém de pé. Porque o principal é a exaltação das favelas como lugar de alegria, diversão, vida. Numa visão que se contrapõe ao estereótipo que vê as favelas como lugar de pobreza, sofrimento etc. Esse simbolismo foi reforçado com a apresentação da Rebeca. A favela também é uma jovem mulher negra, brasileira, medalha de prata nas Olimpíadas.

Conheça a letra de “Baile de favela”:

“Que ela veio quente e hoje eu ‘to fervendo Que ela veio quente, hoje eu ‘to fervendo Quer desafiar, num ‘to entendendo Mexeu com o R7 vai voltar com a xota ardendo (vai) Que o Helipa é baile de favela Que a Marconi é baile de favela E a São Rafael é baile de favela E os menor preparado pra foder com a xota dela (vai) Eliza Maria é baile de favela Invasão é baile de favela E as casinha ‘é baile de favela E os menor preparado pra foder com a checa dela (vai) Que o Hebron é baile de favela A bailão é baile de favela E na rua 7 baile de favela E os menor preparado pra foder com a checa dela (vai) Ela veio quente, hoje eu ‘to fervendo Ela veio quente, hoje eu ‘to fervendo Quer desafiar, num ‘to entendendo Mexeu com o R7 vai voltar com a xota ardendo (vai) Que o Helipa é baile de favela Que a Marconi, baile de favela E a São Rafael é baile de favela E os menor preparado pra foder com a xota dela (vai) Que o Helipa é baile de favela Que a Marconi, baile de favela E a São Rafael é baile de favela E os menor preparado pra foder com a xota dela (vai) Que o Helipa é baile de favela Que a Marconi é baile de favela E a São Rafael é baile de favela E os menor preparado pra foder com a xota dela (vai) Eliza Maria é baile de favela Invasão é baile de favela E as casinha ‘é baile de favela E os menor preparado pra foder com a checa dela (vai) Que o Helipa é baile de favela Que a Marconi é baile de favela E a São Rafael é baile de favela E os menor preparado pra foder com a xota delas (vai)”.