Conecte-se Conosco

Justiça

Justiça: acusado da morte de Henry, Jairinho vira réu por tortura a outro garoto

Publicado

em

O vereador cassado Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho, vai para o banco dos réus acusado de tortura um menino de três anos, que teria sido agredido por ele em 2015. À época o garoto tinha 3 anos. Ele é filho de Debora Saraiva, ex-namorada do político. O menino quebrou o fêmur.

A mãe do garoto manteve um relacionamento amoroso com Jairinho até o caso do menino Henry Borel vir à tona, em março. Jairinho, padrasto de Henry, e Monique Medeiros, mãe do garoto, estão presos denunciados pelo homicídio triplamente qualificado e tortura.

A juíza da 35ª Vara Criminal, Daniella Alvarez Prado, aceitou a denúncia do Ministério Público contra Jairinho no caso do menino de 3 anos, mas rejeitou o pedido de prisão político.

“Embora estejam presentes os indícios mínimos para o recebimento da denúncia, não estão presentes os requisitos para a decretação da medida extrema que é a prisão. (…) O réu já se encontra preso por outro processo”, escreveu a magistrada na decisão à qual o Metrópoles teve acesso, referindo-se ao caso Henry.

De acordo com as investigações da Polícia Civil, Jairinho submeteu o filho de Debora a sessão de tortura que durou 10 minutos. Neste curto período, o tempo ficou longo e trágico, por deixar marcas e lesões em uma das pernas do garoto. O político responde ainda por tortura a outra filha de ex-namorada.

Fonte: Metrópoles