Conecte-se Conosco

Prefeitura

Participação feminina é destaque nos projetos da prefeitura

Publicado

em

No Dia Internacional da Igualdade Feminina, celebrado nesta quinta-feira, 26/8, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), destaca algumas ações para melhorar a qualidade de vida de muitas mulheres, principalmente no mercado de trabalho.

A secretaria tem feito amplas ações voltadas para o público feminino na cidade, entre elas o amparo às mulheres em vulnerabilidade social. Para isso, alguns serviços são disponibilizados gratuitamente como soluções em busca de promover empregabilidade, conhecimento, capacitação e geração de renda.

“A gestão David Almeida tem desenvolvido um papel muito importante para as mulheres em relação ao empreendedorismo feminino. As mulheres têm uma visão diferenciada dos homens, porque são mais engajadas nos projetos”, declara o titular da Semtepi, Radyr Júnior.

Um dos projetos destacados por Radyr é a parceria com o projeto de mobilidade urbana “Lady Driver”, cujo objetivo é trazer mais segurança para as mulheres por meio de um aplicativo de transporte. Após o lançamento, ocorrido no último dia 17, no Casarão da Inovação Cassina, no Centro Histórico de Manaus, mais de 700 motoristas se cadastraram na plataforma.

Nos cursos de qualificação profissional, a participação feminina obteve destaque com um total de 2.462 alunas qualificadas e certificadas entre o mês de janeiro e primeira quinzena de agosto. Já no Sine Manaus, a maioria das vagas de emprego disponibilizadas à população foi preenchida por mulheres. Além disso, a Semtepi possui mais de 630 artesãs cadastradas em seu sistema.

Outro programa que tem uma grande expectativa de aumentar a qualidade de empreendedoras na capital, é o ‘Salto: Aceleradora de MEIs’ – voltado a microempreendedores individuais – onde mais de 60% das turmas são compostas por mulheres.

“As mulheres ocupam a maior porcentagem do Salto e isso não é surpresa. Na pauta sobre igualdade feminina, nós temos números muito desequilibrados em termos de autonomia financeira, investimentos, tamanhos de negócios e acesso ao crédito, o que mostra o quanto ainda temos a evoluir no empreendedorismo feminino. E essa quantidade maior de mulheres no projeto é interessante, porque indica que as mulheres estão cada vez mais se destacando”, salienta a cofundadora do Impact Hub, Juliana Teles.

Data

O Dia Internacional da Igualdade Feminina surgiu em 1973, nos Estados Unidos, e foi uma medida tomada pelo governo, para homenagear a 19ª emenda, que concedeu o direito de voto às mulheres.

Texto – Fabiane Monteiro / Semtepi

Foto – Altemar Alcântara / Semcom

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.