Conecte-se Conosco

Cidades

Em família, amazonenses da capital e interior comparecem à Arena da Amazônia para Brasil e Uruguai

Publicado

em

Partida contou com público total de 14 mil pessoas, cumprindo protocolos contra a Covid-19

A partida entre Brasil e Uruguai, válida pelas eliminatórias da Copa do Mundo Fifa Catar 2022, atraiu as famílias amazonenses da capital e interior para a Arena da Amazônia Vivaldo Lima, na noite desta quinta-feira (14/10). Entre as exigências para ver a Seleção Brasileira em campo, constou o esquema vacinal contra a Covid-19 completo, além do cumprimento dos protocolos de saúde.

Com a família completa, a autônoma Sileide de Jesus veio do município de Careiro da Várzea (a 25 quilômetros de Manaus), para ver o jogo.

“Não poderia faltar neste momento tão importante. Passamos por um momento de pandemia muito triste, perdemos muitas pessoas no município, pessoas amadas que se foram nesta pandemia, inclusive um cunhado meu se foi. É muita emoção, eu estou aqui agradecida ao senhor porque nós conseguimos ficar aqui nessa pandemia”, disse, emocionada.

Acompanhada das filhas e do marido, ela celebra o avanço da vacinação contra a Covid-19 e aposta que a realização de eventos como o clássico de futebol vai renovar as esperanças dos amazonenses.

“É muito importante este momento, nós temos que estar em dia com a nossa vacina independentemente se vai ter jogo ou não, é a nossa vida em primeiro lugar. Quero agradecer ao nosso governador Wilson Lima por estar apoiando a CBF, para trazer este momento tão especial para os amazonenses, vamos sair daqui com mais força de vontade de viver e vencer todos os obstáculos da nossa vida”, disse, confiante.

A recepcionista Jacqueline Santos, que foi à Arena com a filha e o marido, também festeja a possibilidade de o Amazonas poder realizar eventos com público.

“É motivo de muita alegria, hoje, a gente poder estar aqui para assistir o jogo em família. É importante as pessoas terem se vacinado, é um cuidado por conta do que já passamos, momentos muito difíceis, eu, inclusive, perdi minha mãe. Então, é muito importante sim, para não correr risco de contaminação”, enfatizou.

Protocolos – Para a realização da partida, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) e a Fundação de Vigilância em Saúde Dra Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) desenvolveram um protocolo que inclui o esquema vacinal completo, com as duas doses ou dose única da vacina contra a Covid-19; além do distanciamento social; uso obrigatório de máscara, durante todo o tempo de permanência no estádio; e utilização de álcool gel.

A partida é uma realização da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), com o apoio do Governo do Amazonas.

FOTOS: Bruno Zanardo | Herick Pereira / Secom e Rodrigo Santos/SES-AM