Conecte-se Conosco

Prefeitura

Centro de Declaração de Óbito municipal completa dois anos de funcionamento em Manaus

Publicado

em

O Centro de Emissão de Declaração de Óbito por Causa Natural em Domicílio (Cedo), criado em 2020, pela Prefeitura de Manaus, completa dois anos de funcionamento, nesta quarta-feira, 18/5. O órgão tem o objetivo de facilitar a emissão da Declaração de Óbito quando a morte ocorre em casa e é resultante de causas naturais.

A diretora do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica da Semsa (Devae), Marinelia Ferreira, explica que o serviço surgiu no contexto da pandemia da Covid-19, funcionando de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, horário que logo foi estendido até o sábado, das 8h às 12h, e hoje está disponível de segunda a domingo, de 8h às 18h.

“Quando o Cedo foi criado estávamos com muitos óbitos domiciliares por causa da pandemia. Naquele momento, conseguir uma declaração de óbito em um SPA ou em outro serviço de pronto atendimento era muito difícil, porque as equipes estavam com uma superdemanda. Hoje o serviço está sendo aprimorado. Temos equipes itinerantes que, mediante chamados via telefone institucional, vão até a casa do usuário para a emissão de Declaração de Óbito de forma mais prática”, acentua Marinélia, reforçando que o Cedo é direcionado a mortes por causas naturais.

Ao receber o chamado, o médico, único profissional de saúde que pode emitir a declaração de óbito, realiza o exame físico, faz a coleta do PCR para diagnóstico de Covid-19 (cujo resultado é entregue posteriormente para a família) e faz a declaração de óbito, documento necessário para que a família realize o sepultamento, e os demais trâmites necessários.

As equipes do Cedo são formadas por médico, técnicos de necropsia, técnicos de patologia clínica e condutores de veículo.

Em 2020, o serviço realizou 431 atendimentos; no ano passado foram 1.474, e de janeiro até 17 de maio deste ano, foram registrados 490 atendimentos.

Texto – Tânia Brandão / Semsa